Uma noite memorável

Nessas minhas mais de seis décadas de existência terrena, jamais me imaginei participando do lançamento de um livro de minha autoria.

Mais do que isso, nunca me passou pela cabeça ocupar uma mesa para uma noite de autógrafos lançando meu próprio livro, uma coletânea de textos.
E não foi isso que aconteceu no dia 02 de dezembro próximo passado?
Quis e permitiu meu bom Deus que eu reunisse um seleto grupo de amigos, colegas de infância, de colégio e faculdade e especialmente parentes, numa noite memorável.
Fiz questão de preparar para todos os presentes um ambiente gostoso, simples, intimista e acolhedor.
Quanta alegria em ver novos e antigos amigos! Quanta felicidade em reunir irmãos  e parentes!
Quanto contentamento em promover um reencontro entre muitos que não se viam há tempos!
Quanto prazer em reunir gente do coração pra papear e falar sobre reminiscências e “causos”!
Pois foi assim a noite do lançamento o meu mais novo “filho” o livro O que penso sobre…
Quão agradável foi, ouvir as palavras do meu mano Hiel, sobre de como nos conhecemos e do quanto ele tem por mim a admiração e de quanto ele respeita minhas opiniões ao me conceder esse espaço todas as segundas feiras há quase seis anos.
Durante o evento, tive a minha hora pra dirigir umas palavras aos presentes.
Falei com o coração! Falei com a alma! Invoquei o nome de Deus e de minha Mãezinha do céu agradecendo a eles por tudo o que me proporcionaram até aqui de graças e bençãos.
Disse da minha alegria de receber tantos amigos e parentes e poder receber deles o carinho e o afeto.
Fui além! Aproveitei essa bela e oportuna noite para homenagear merecidamente meus pais Seo Sandoval e D. Lélia por tudo o que representaram e ainda representam na minha trajetória de vida.
Eles foram os responsáveis pela minha existência e minha criação que, apesar de simples, foi recheada de ensinamentos, admoestações, bons exemplos e dedicação à família.
Minha eterna e imorredoura gratidão aos meus pais por tudo o que fizeram por mim e pelos meus irmãs e irmãos. Deus os guarde no lado direito da sua glória.
Enfim, penso ter encerrado um capítulo cheio de bons e inesquecíveis momentos da minha vida.
Foi bom e é sempre muito bom e prazeroso estar com parentes e amigos e partilhar com eles momentos de pura emoção e felicidades.
Meu muitíssimo obrigado a todos, especialmente meus leitores.
Té logo!

Qual Sua Opinião? Comente: