Tribunal de Justiça nega que tenha sido privilegiado com doses da vacina

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O Tribunal de Justiça do Amazonas esclareceu hoje, em nota, que são “mentirosas e maledicentes quaisquer postagens que afirmem existir destinação de vacinas contra a covid-19 para esta Corte Estadual de Justiça e seus membros”.

“Este Tribunal se pauta pela seriedade e responsabilidade e tem plena consciência de sua função institucional, respeitando os princípios republicanos que devem nortear suas ações. Qualquer denúncia acerca de desvio de vacinas, deverá ser devidamente apurada pelos órgãos responsáveis com o máximo rigor”, acrescenta a nota, assinada pelo presidente da corte, desembargador Domingos Jorge Chalub Pereira.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta