Tribunal de Justiça do Amazonas está sob nova direção desde ontem

Os desembargadores Yedo Simões de Oliveira, Wellington José de Araújo e Lafayette Carneiro Vieira Júnior tomaram posse nesta quarta-feira (4), respectivamente, nos cargos de presidente, vice-presidente e corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Amazonas para o biênio 2018/2020. A Sessão Solene de Posse aconteceu no Teatro Amazonas, com a participação de autoridades locais e de outros Estados. Yedo substituirá o desembargador Flávio Pascarelli, que esteve no comando da Corte Estadual nos últimos dois anos.

Antes da cerimônia de posse, os três novos dirigentes receberam a imprensa no Centro Cultural Palácio da Justiça para uma entrevista coletiva. Na ocasião, o desembargador Yedo Simões anunciou que pretende realizar um novo concurso público para o provimento de vagas na capital e no interior do Amazonas e que uma das metas de sua gestão será a busca pela obtenção do Selo Diamante: Justiça em Números, concedido pelo Conselho Nacional de Justiça.

“Já iniciamos um estudo de demanda relacionado à necessidade de provimento de servidores para a Comarca de Manaus e as Comarcas do interior e pretendemos lançar, em breve, o edital deste certame. Antes do lançamento, seguiremos todo o rito e consultaremos o Executivo quanto à possibilidade de alterações na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), objetivando um incremento orçamentário para a promoção deste concurso e a conseguinte nomeação dos aprovados”, anunciou o novo presidente do TJAM.

Ainda na coletiva de imprensa, o desembargador Wellington Araújo, afirmou que uma de suas metas na vice-presidência da Corte Estadual de Justiça é potencializar a prestação jurisdicional no interior do Amazonas. “Na última gestão (2016-2018), coordenamos o seguimento do interior do Estado e visitamos quase todas as Comarcas, conhecendo na prática as demandas da população, dos magistrados e de nossos servidores. Na gestão que agora se inicia, pretendemos trazer esta experiência acumulada para a alta gestão do tribunal, que certamente projetará ações para beneficiar o interior do Amazonas, sem, é claro, dar a devida importância à Comarca de Manaus, cujas demandas são crescentes”, disse o desembargador Wellington.

Novo Corregedor-Geral de Justiça, o desembargador Lafayette Carneiro Vieira Júnior anunciou que em sua gestão pretende dar uma atenção especial, junto com a presidência do TJAM, ao fortalecimento das políticas de incentivo à adoção de crianças e adolescentes, especialmente de adolescentes com idade avançada, que vivem em abrigos e que dificilmente conseguem uma segunda família. “Nesta semana, o TJAM, por meio de sua Coordenadoria da Infância e da Juventude lançou o projeto ‘Encontrar Alguém’, que ganhará o nosso apoio juntamente a outras medidas que pretendemos anunciar com a presidência do TJAM”, anunciou o desembargador Lafayette.

Ele também afirmou que à frente da CGJ dará a máxima atenção ao sistema carcerário estadual. “Sabemos das necessidades de reestruturação do sistema carcerário do Estado e, juntamente com nossa equipe de juízes auxiliares, não mediremos esforços para trabalhar objetivando melhorias nesse segmento”.

Discurso de posse

“Esperem de mim o engajamento necessário”, afirmou o novo presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Yedo Simões, em seu discurso de posse, na concorrida solenidade que aconteceu nesta quarta-feira (4), no Teatro Amazonas.

O novo presidente da Corte Estadual de Justiça falou de seu compromisso público em fortalecer o Poder Judiciário e consequentemente em qualificar a prestação jurisdicional em benefício da população. “Já enfrentei vários desafios, mas este, com certeza, é o maior deles e pretendo corresponder aos anseios de meus pares e da sociedade”, disse o presente.

Na mesma oportunidade, o novo dirigente do TJAM lembrou de sua trajetória na magistratura e falou de seu compromisso, enquanto novo gestor da Corte, em aprimorar a prestação jurisdicional no interior do Amazonas. “Hoje, ao assumir a dirigência do TJAM, passou pela minha mente minha trajetória de quase 40 anos na magistratura, especialmente o início quando, em meados da década de 70, segui com minha família para o município de Barcelos, primeira de muitas localidades que atuei como magistrado. Com esse sentimento de carinho pelo interior e ciente do valor de sua população, afirmo meu compromisso em elevar a qualidade do atendimento jurisdicional de nossas Comarcas”, disse o presidente.

Yedo Simões também falou do compromisso em alcançar e superar as metas propostas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e levar o TJAM à obtenção do Selo Diamante. “Conquistamos, com mérito, na gestão do presidente Pascarelli, o inédito Selo Ouro e, agora, partiremos para busca do Selo Diamante que será sinal de nossa excelência na prestação jurisdicional a serviço da população”, afirmou, lembrando o igual compromisso com a melhoria de condições de trabalho dos servidores do Judiciário, citando a intenção em providenciar melhorias como a assistência à saúde dos servidores.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta