Superintendente da PF no Amazonas perde o cargo depois de bater de frente com ministro, diz jornal

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O superintendente da Polícia Federal no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva, perdeu o posto e será substituído por Leandro Almada, por decisão do novo diretor geral do órgão, Paulo Maiurino. A decisão foi tomada depois que o policial bateu de frente com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, depois que este defendeu empresários que seriam donos de um carregamento de madeira ilegal apreendido no Estado. É o que informa a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.

Saraiva reagiu duramente às declarações de Salles, feitas em Belém do Pará, e chegou a dizer que na PF “não passaria a boiada”, em alusão à frase pronunciada pelo ministro em reunião ministerial de abril do ano passado, quando sugeriu aproveitar a pandemia da Covid-19 para aprovar projetos no Congresso Nacional afrouxando as regras da fiscalização ambiental.

O policial já foi mais próximo da família Bolsonaro, mas sua reação a Salles mostra que houve um afastamento. A ala mais técnica da PF não gostou das mudanças promovidas pelo presidente Jair Bolsonaro no órgão, privilegiando membros que estavam exercendo cargos políticos.

Clique aqui e veja a postagem da Folha

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta