Sucesso na Globo, Adanilo tem agenda com files, curtas, séries e até um livro até o final do ano

Após o sucesso do jovem Deocleciano, na primeira fase da novela Renascer, o ator e diretor amazonense Adanilo já prepara novos projetos para o segundo semestre de 2024. A lista de novidades inclui filmes, curtas, séries e um livro de textos escritos por Adanilo. Além disso, um projeto de impacto nacional deve ser confirmado nos próximos meses.

“Eu sou muito agradecido por tudo que vem acontecendo após a novela. Para um artista, é gratificante ter seu trabalho reconhecido. E aqui no norte, estamos necessitados de nos enxergar em alguns lugares de representação, e eu ter participado da novela das 21h, que é o produto de maior audiência do país, faz com que as pessoas se orgulhem muito, se sintam representadas, e esta é a coisa mais bonita”, afirmou o ator e diretor amazonense.

Filmes e Séries

Produção que estreou em março na Califórnia (EUA), o longa “Oeste Outra Vez”, com roteiro e direção de Erico Rassi, traz Adanilo no elenco junto aos atores Babu Santana, Ângelo Antônio, Daniel Porpino e Rodger Rogério. O filme é um faroeste à brasileira, no sertão goiano, onde homens não sabem ou não querem lidar com suas emoções, restando a violência como saída. No Brasil, o longa está previsto para estrear ainda no segundo semestre.

No papel de Ludemir, Adanilo é um dos atores de “O Outro Lado do Céu”, longa-metragem de Gabriel Mascaro, filmado no município de Manacapuru, no Amazonas, em 2023. 

Protagonizado por Denise Weinberg, com Rodrigo Santoro, Isabela Catão e um elenco majoritariamente amazonense, a produção deve estrear ainda este ano, em festivais internacionais e nacionais. Na trama, o governo brasileiro institui colônias compulsórias, confinando pessoas idosas. Teresa (77) decide desafiar seu destino, embarcando numa jornada pelos rios e afluentes da Amazônia para realizar um último desejo.

Responsável por levar Adanilo ao Festival de Cannes em 2023, o longa “Eureka”, do argentino Lisandro Alonso, segue numa carreira de festivais internacionais e estreou nos cinemas de países da Europa e na Argentina, recebendo comentários positivos da crítica e do público. Ainda não há previsão para o lançamento no Brasil. O filme, dividido em três partes, faz uma viagem em diferentes tempos e regiões das américas, relatando existências indígenas.

Em agosto deste ano, a HBO Max planeja estrear a segunda temporada de “Um dia qualquer”, onde Adanilo interpretará o personagem “Floresta”. Com direção e roteiro de Pedro von Krüger, a série debate temas como desigualdade social, violência e corrupção a partir das histórias de diferentes moradores do subúrbio carioca.

Curtas e Livro

Os curta-metragens “Reagente”, de Bruno Bini, e “Dia dos Pais”, de Bernardo Ale Abinader, que também contam com a atuação de Adanilo, esperam estreia para o segundo semestre de 2024, em festivais dentro e fora do Brasil. 

Em “Reagente”, Adanilo faz o líder de uma comunidade na periferia de Cuiabá que está disposto a conseguir, para sua gente, um carregamento de vacinas contra covid, no ápice da pandemia. Já em “Dia dos Pais”, o ator amazonense protagoniza um filho traumatizado com o pai, vivendo numa Manaus futurista em que uma tecnologia lhe permite acessar seus traumas.

O curta “Castanho”, o primeiro escrito e dirigido pelo ator e diretor, e já lançado em alguns festivais pelo país, tem previsão de seguir com outras exibições pelo Brasil, sendo a próxima no Festival Guarnicê de Cinema, o mais longevo festival de cinema do nordeste. O filme foi feito na comunidade Cachoeira do Castanho, a 23 km de Manaus, e narra o cotidiano suspeito de uma mulher estrangeira nessa comunidade.

E para setembro de 2024 está previsto o lançamento de um livro do ator e diretor amazonense, intitulado “Dramaturgia Galerosa”, que contará com textos para teatro escritos em diferentes momentos de sua carreira, e que será lançado pela Editora Transe, de Manaus, através da Lei Paulo Gustavo.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta