Revolução tecnológica: Instituto de Manaus já utiliza tecnologia 5G e cria robôs autônomos

A quinta geração da internet móvel, conhecida como 5G, chega ao Brasil trazendo uma promessa de revolução com maior abrangência e velocidade. Esta nova rede possibilita a interligação de dispositivos e equipamentos, abrindo caminho para produtos inovadores e facilidades domésticas através do desenvolvimento da Internet das Coisas (IoT).

Com essa tecnologia, é possível conectar uma variedade de dispositivos em ambientes residenciais e corporativos. Além disso, o uso da nova geração 5G abrange não apenas telefones celulares, mas também gadgets (dispositivos eletrônicos ou acessórios tecnológicos compactos e inteligentes) que não dependem de redes Wi-Fi ou conexão por cabo para acessar a internet.

A posse de dispositivos compatíveis com o 5G proporciona melhorias significativas no tempo de transferência de dados, com downloads e uploads mais rápidos, além de uma economia substancial no consumo de energia, podendo chegar a até 90% em comparação com tecnologias anteriores.

Rede exclusiva 5G e os robôs autônomos

Desde dezembro de 2022, o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) está operando sua própria rede 5G exclusiva, sendo a primeira desse tipo na região Norte do país. Essa infraestrutura está completamente funcional, não dependendo de nenhuma operadora externa. Isso representa um grande avanço em termos de velocidade e estabilidade da conexão de internet dentro das instalações do instituto, o que possibilita melhorias significativas, como a realização de testes e o funcionamento dos equipamentos de alta tecnologia presentes nos laboratórios do INDT.

Com isso, o instituto está liderando uma revolução tecnológica com seus novos projetos de Autonomous Mobile Robots (AMRs), ou robôs móveis autônomos, impulsionados pela tecnologia 5G. Esses robôs representam uma mudança fundamental na forma como os setores industriais e comerciais operam, oferecendo eficiência, flexibilidade e segurança, além de terem tecnologia 100% brasileira.

Solução para diversos setores

Os AMRs são equipados com uma combinação avançada de sensores, câmeras, sistemas de posicionamento e algoritmos de inteligência artificial, esses robôs podem navegar de forma autônoma em ambientes complexos. Essa capacidade os torna ideais para uma variedade de tarefas, desde transporte de materiais até inspeção de áreas industriais e serviços de entrega em hospitais.

“Uma das características mais notáveis dos AMRs é sua flexibilidade. Eles podem ser facilmente reprogramados para se adaptar a diferentes tarefas e ambientes, o que os torna uma solução versátil para diversos setores. Além disso, sua capacidade de operar 24 horas por dia, sete dias por semana, sem a necessidade de pausas para descanso, aumenta significativamente a eficiência operacional”, afirma Gledyson Cidade, engenheiro do INDT.

A integração da tecnologia 5G nesses AMRs é um marco importante. Ao utilizar uma rede 5G privativa, o INDT está garantindo conectividade ultrarrápida, maior segurança e confiabilidade nas operações dos robôs. Isso permite que os AMRs se comuniquem instantaneamente com outros sistemas automatizados, otimizando ainda mais as operações industriais e comerciais.

“O INDT está na vanguarda dessa revolução tecnológica, desenvolvendo AMRs com tecnologia totalmente local para atender às demandas dos clientes em design mecânico, automação, segurança e software de navegação. O fato de ser o único instituto atualmente a ter AMRs funcionando com rede 5G privativa destaca a liderança e o compromisso do INDT com a inovação e o avanço tecnológico”, completa Gledyson.

No futuro, espera-se que a tecnologia dos AMRs continue evoluindo, com aprimoramentos em suas capacidades de navegação, autonomia e integração com outros sistemas. Essa evolução certamente levará a uma maior adoção dos AMRs em uma variedade de setores, contribuindo significativamente para a eficiência e segurança das operações industriais e comerciais em todo o mundo.

Sobre o INDT 

O Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) foi fundado em 2001 pela Nokia. Em 2013, passou a atuar como Centro de P,D&I da Microsoft, permanecendo até 2016, quando se tornou um instituto independente, mantendo-se como um dos maiores Centros de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação do País. O INDT oferece soluções nas áreas de Software, Hardware & Firmware, Comunicação e Redes, Manufatura Avançada, Veículos Autônomos e Robótica, Materiais e Química, e BioTech.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta