“Queremos levar o Rio Negro para a série A, para a Libertadores e para o Mundial”, diz novo dono da sede

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Ao contrário do que muitos imaginavam, o projeto do empresário Sung Un Song para o Atlético Rio Negro Clube não inclui a mudança de ramo nem a descaracterização da tradicional sede arrematada por ele em leilão ontem. Em entrevista coletiva ao lado do atual presidente da agremiação, Jefferson Oliveira, hoje, na Fundação Mathias Machline, que ele também dirige, o coreano afirmou que pretende transformar o time no braço social da Digitron, empresa que comanda no Polo Industrial de Manaus, com planos ambiciosos de devolver o “Galo Carijó” ao futebol, disputando não apenas o Campeonato Amazonense, como também o Brasileirão, a Libertadores e até o Mundial Interclubes.

Song não estava brincando quando falou dos planos. Vestido com uma camisa tradicional do time, ele disse que ficou emocionado ao visitar ontem a sala de troféus do clube, depois do leilão. “Aquilo ali não tem preço”, afirmou. Também reconheceu a importância social e histórica do clube e acalmou o coração da torcida. “Está nos nossos planos também um Centro de Treinamento, com academia, campo, fisioterapia e alojamentos”, revelou.

O empresário faz um trabalho social reconhecido na Fundação Mathias Machline, além de administrar o hotel Tropical Business, na Ponta Negra.

Oliveira se disse impressionado com os planos do empresário e apostou em dias melhores para o clube. “O que nós queremos e ele demonstrou também querer é o Galo forte”, afirmou.

Song disse que inicialmente sua equipe jurídica e administrativa vai fazer uma auditoria no clube, para então começar a desenvolver os planos para o futuro. Ele destacou a vontade de investir em outros esportes, como o jiu-jitsu. “Temos muitos talentos aqui e queremos revelá-los”, garantiu.

É o primeiro investimento esportivo do grupo Digitron, segundo ele.

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem 3 comentários

  1. André da silva macedo

    Fico feliz pelo Rio negro. voltarei a torcer pelo clube líder da cidade.

  2. Alfredo Prado

    Que bom se tudo isso se tornasse realidade !
    Um sonho pra família rio negrina!

  3. Wilson Santos d

    Poxa, que esse sonho se torne realidade, Vou torcer para tudo da certo

Deixe uma resposta