Primeira dama assume na prática o protagonismo do FPS

Mesmo não nomeada, a primeira dama do Estado, Taiana Lima, apareceu hoje no comando da primeira ação efetiva do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) do Governo do Amazonas no ano, quando foi concedido aporte financeiro de R$ 51 mil para o desenvolvimento das atividades produtivas de 26 microempreendedores da capital amazonense. A entrega dos cheques simbólicos foi realizada na sede da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), que também é parceira da ação.

“Fico muito feliz em poder participar das entregas de cheques aos empreendedores. Quando eles recebem são micro, mas logo se tornam grandes empreendedores. E eu só tenho a desejar muito o sucesso de todos”, declarou ela.

Para a autônoma Aline Ferreira, que foi contemplada pelo programa, será uma grande ajuda na renda, pois não conseguia trabalho. Com o crédito, ela planeja montar seu próprio negócio.

“Hoje em dia está difícil de emprego para quem tem filhos, e esse benefício é uma grande ajuda. Eu faço dindim em casa e vendo nas ruas, e esse dinheiro eu vou investir para vender bolos e salgados também. Vai melhorar em tudo pra mim, porque eu vou abrir meu próprio negócio”, ressaltou a beneficiária.

O recurso do crédito solidário para as pessoas tem como finalidade servir como capital de giro para fomentar as atividades e impulsionar o mercado de trabalho informal no Amazonas.

Para a secretária executiva administrativa do FPS, Kathelen Santos, o programa Crédito Solidário amplia a qualidade de vida da população amazonense gerando emprego e renda para a saída da linha da pobreza.

“O Crédito Solidário é um programa que gera emprego, renda e autossustentabilidade financeira, e é uma honra para o Fundo de Promoção Social ver tantas pessoas sendo beneficiadas pelo programa. O FPS e a Afeam estarão de portas abertas para orientar e ajudar no que for preciso. Sintam-se à vontade para nos procurar sempre que precisar”, declarou a secretária do FPS.

Segundo o diretor-presidente da Afeam, Marcos Vinicius, a ação celebrada pelos órgãos do governo auxilia no crescimento e fortalecimento do empreendedorismo no estado.

“As equipes da Afeam e do FPS estão trabalhando para levar desenvolvimento e oportunidade para as pessoas que não conseguiam acesso ao crédito convencional. E essas pessoas estão aqui hoje recebendo esse crédito, que soma mais de R$ 50 mil. Acreditamos que são essas oportunidades de vida que fazem o empreendedorismo amazonense crescer e se fortalecer”, afirmou o diretor-presidente da Afeam.

Crédito Solidário – O programa realiza o resgate social e econômico das pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade. Atua orientando e desburocratizando o acesso ao crédito para reinserir as pessoas que desenvolvem atividades produtivas de volta ao mercado de trabalho. Pelo programa é possível acessar linhas de financiamentos que vão de R$ 200 a R$ 2 mil para impulsionar o próprio negócio.

FOTO: Cláudio Heitor

LEAVE A REPLY