Preso hoje, ex-vereador de Iranduba chegava a faturar R$ 200 mil mensais aplicando golpes em aposentados

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Policiais Civis prenderam hoje o ex-vereador de Iranduba, Edmilson Carneiro Neto, 62, apontado como um dos maiores estelionatários do Estado. Ele aplicava golpes contra aposentados através da abertura de contas com documentos falsos, realização de empréstimos, saques e compras com os benefícios subtraídos das vítimas.

A prisão ocorreu após uma campana em frente a casa dele, na avenida Cupuaçu, área central da sede municipal de Iranduba.

As investigações começaram há pouco mais de um mês, quando Neto clonou a carteira nacional de habilitação em nome de uma das vítimas e contratou serviços de telefonia móvel, conseguindo abrir uma conta bancária na agência local da Caixa Econômica Federal, onde realizou a portabilidade dos benefícios da vítima e contratou um empréstimo no valor de R$ 35 mil, além de efetuar compras e saques dos valores da aposentadoria, causando um prejuízo total de mais de R$ 50 mil.

Neto responde a quatro processos criminais por estelionato, mas possui uma extensa ficha criminal, em que constam mais de 10 procedimentos criminais. Foi preso pela Polícia em 2014, quando tentava contratar um empréstimo de R$ 14 mil numa agência bancária de Manaus, com documentos falsos.

Com os golpes recorrentes, estima-se que Neto lucrava mais de R$ 200 mil por mês. Ele será indiciado por estelionato, falsidade ideológica e furto qualificado.

As investigações vão prosseguir para identificar possíveis comparsas responsáveis pela confecção dos documentos e vazamento dos dados das vítimas dos cadastros de INSS, utilizados nos golpes.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta