Presidente não concede cautelar e jogo da discórdia vai acontecer, para alegria do governo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Antonio-Pizzonia-Stock-Car

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Ari Moutinho Junior, negou hoje medida cautelar solicitada pelo Ministério Público de Contas contra a realização do jogo “Amigos do José Aldo” x “Amigos do Antonio Pizzonia”, por entender que não existia na petição o FUMUS BONI IURIS, expressão jurídica que significa receio que a demora da decisão judicial cause um dano grave ou de difícil reparação ao bem tutelado. Assim, o “jogo da discórdia” está confirmado e vários astros do esporte e da música nacionais desfilarão neste sábado para um estádio lotado, fazendo propaganda para o governo do Estado.

Os procuradores garantem que vão continuar investigando, à lá Cornor Macgregor. Clique abaixo e veja a decisão completa:

Despacho_Amistoso Arena

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta