Preocupado com uma eventual terceira onda, deputado quer manter hospital de campanha

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Diante de uma possível terceira onda do Coronavírus, prevista por cientistas e pesquisadores para o Amazonas, o vice-presidente da Assembleia do Amazonas (Aleam), deputado estadual Carlinhos Bessa (PV), sugeriu à Comissão de Saúde da Casa, na manhã de hoje (31), durante Sessão Plenária, a realização de audiência pública para discutir o funcionamento do Hospital de campanha Nilton Lins.

“Diante das intervenções que aconteceram durante a primeira onda do vírus que culminou na paralisação do funcionamento do hospital e prejudicou muitos pacientes, precisamos nos antecipar e tomar uma decisão correta e justa para o povo. Não podemos permitir que as pessoas fiquem desamparadas futuramente”, destacou.

O parlamentar defendeu o funcionamento da unidade hospitalar e deu alternativas para o seu uso. “É preciso convocar os órgãos de controle, representantes do Governo e os demais deputados para discutir essa questão. A estrutura do hospital é necessária para assegurar o direito de atendimento à população. Hoje há um número baixo de pessoas internadas com Covid-19 no Hospital Nilton Lins, mas precisamos estar preparados para o possível aumento de novos casos. Se não houver atendimento exclusivo para o coronavírus, o hospital pode suprir outras necessidades existentes no sistema de saúde ou tornar-se uma unidade referência de atendimento para desafogar outras unidades, para que voltem a realizar os procedimentos de atendimento e cirurgias que foram suspensas durante a pandemia”, enfatizou.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta