Prefeitura estuda criar um cartão de R$ 100 para ajudar profissionais autônomos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O prefeito David Almeida (Avante) anunciou hoje, durante a leitura da mensagem anual à Câmara Municipal de Manaus que estuda criar um novo programa social, que contemplará os profissionais autônomos impossibilitados de trabalhar devido aos decretos implantados pelo governo do Estado que visam o aumento do isolamento social, dificultando a propagação do novo coronavírus. O benefício seria no valor de R$ 100 e movimentaria o comércio local.

“Estamos procurando os mototaxistas, os taxistas, os motoristas de aplicativo, as pessoas que trabalham com eventos, que estão paradas, os informais que estão sem o seu sustento. Nesse caso, ao invés de dar a cesta básica, daremos um cartão com o valor de R$ 100, que vai aquecer os mercadinhos da periferia e os pequenos comerciantes”, explicou o prefeito.

Em sua leitura da Mensagem Governamental, que marcou a abertura dos trabalhos na Câmara Municipal de Manaus (CMM), nesta segunda-feira, 8/2, o prefeito David Almeida ressaltou as ações implementadas pela prefeitura durante os primeiros 40 dias da nova gestão.

As famílias já contempladas pelo “Auxilio Manauara” não poderiam participar do novo programa.

“O momento  que nós vivemos é o pior da história sanitária dessa cidade. Manaus tem sido assolada. Nós estamos buscando soluções para os problemas que estamos enfrentando já no primeiro mês da nossa administração. São esses os desafios que nos cabem, como administradores públicos e gestores públicos, solucionar”, disse David Almeida.

O prefeito aproveitou o momento para agradecer a agilidade com que os vereadores aprovaram, em sessão extraordinária, o projeto de lei que estabelece a implementação do programa social “Auxilio Manauara”, que beneficiará 40 mil famílias de baixa renda com R$ 200, por 12 meses, totalizando R$ 96 milhões. A previsão da Prefeitura de Manaus é de realizar o primeiro pagamento já em fevereiro.

Outro programa que recebeu destaque foi o ‘Merenda em casa’, que visa distribuir mais de R$ 17 milhões para as famílias dos alunos matriculados na rede municipal de ensino. Cada família receberá um cartão com R$ 150 para a aquisição de alimentos.

David Almeida lembrou que a prefeitura, através da Secretaria Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e do Fundo Manaus Solidária, adquiriu 30 mil cestas básicas, que já estão sendo distribuídas para as famílias cadastradas.

O prefeito salientou que todas as ações foram realizadas, apesar de a prefeitura contar com um orçamento menor que os registrados nos últimos dois anos. Para continuar avançando, David Almeida anunciou que irá, nesta terça-feira, 9/2, a Brasília (DF), solicitar recursos extras para Manaus.

Reconhecimento

Nesta segunda-feira, 8/2, Manaus ultrapassou a marca das 61 mil pessoas vacinadas contra a Covid-19. A estratégia de vacinação adotada pela prefeitura foi elogiada pela Opas, que, na última semana, passou a sugerir o programa para outros Estados.

De acordo com o prefeito David Almeida, esse reconhecimento comprova o bom trabalho desempenhando pela prefeitura durante o novo pico da doença.

“Manaus é referência para o Brasil na questão da vacinação. Na última sexta-feira, 5/2, eu estava com representantes do governo peruano lá no Centro Cultural dos Povos da Amazônia. Eles vieram saber qual é o modelo de eficiência em vacinação que usamos. A Opas está recomendando o modelo de Manaus para todo o Brasil”, citou David Almeida.

O prefeito ainda revelou que a expectativa é de finalizar a nova fase de vacinação até o próximo sábado, 13/2.

“A população merece nosso carinho, merece o nosso respeito, merece toda a nossa atenção. Manaus já está vacinando os idosos com 70 anos de idade. Nós somos a capital brasileira que tem o maior percentual do Brasil em vacinação. Muito provavelmente, até esse sábado, nós já teremos vacinado todos os profissionais da área da saúde e todos os idosos de 70 anos em diante”, destacou.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta