Prefeito de pequeno município do interior anuncia gratificação de R$ 15 mil para professores

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Enquanto a maioria dos prefeitos do Amazonas ignoram as regras do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) e atrasam o anúncio de pagamento de abono aos profissionais da educação, o prefeito de Anamã, Chico Belo (PSC), anunciou a gratificação de R$ 15 mil em abono para cada professor da rede municipal de ensino do município ainda neste mês de novembro.

O valor estará na conta dos professores de Anamã ao final deste mês. O detalhe é que o município, de janeiro a setembro deste ano, recebeu, por meio do Fundeb, R$ 7,2 milhões, enquanto no mesmo período de 2020 foram repassados R$ 6 milhõe, um acréscimo de R$ 1,2 milhão. No município vizinho e bem maior Manacapuru, o salto foi de R$ 52,8 milhões em 2020 para R$ 67 milhões em 2021, sem que o prefeito Beto D`Ângelo fale em valor de abono até agora.

Os repasses do Fundeb ao governo do estado e aos 62 municípios do Amazonas saltaram de R$ 3,1 bilhões para R$ 4,3 bilhões, de janeiro a setembro deste ano, quando comparado ao igual período de 2020. A diferença representa um aumento de R$ 1,1 bilhão (36,65%).

“É claro que o Fundeb tendo aumentado de valor as sobras serão muito maiores. Essa sobra vai acontecer no Governo do Estado e em todos os municípios de todo o Amazonas. Então, os prefeitos precisam ter a consciência de que eles devem seguir o caminho do prefeito de Anamã, que em um ato de lisura, de honestidade, está dividindo com os professores aquilo que lhes pertence”, analisa o deputado Serafim Corrêa (PSB), especialista em tributação.

Em Lábrea, por exemplo, os professores precisaram realizar uma manifestação cobrando do prefeito do município transparência com os recursos do Fundeb.

“E isso é uma coisa que acontece não apenas em Lábrea, mas em quase todos os municípios do interior. Então faço esse apelo para que os prefeitos respeitem as regras do Fundeb e paguem o abono aos professores”, acrescentou o parlamentar.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta