Preço da gasolina caiu em Parintins após cobrança da Defensoria Pública

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Os postos de combustíveis de Parintins reduziram os preços da gasolina após a Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), no Polo do Baixo Amazonas, encaminhar ofício ao Programa Estadual de Proteção e Orientação do Consumidor (Procon-AM), pedindo a tomada de medidas contra o aumento abusivo que vinha sendo praticado no município. O litro do combustível chegou a R$ 6,50 em postos da cidade.

No ofício, encaminhado no dia 11 de março, defensores e defensoras do Polo do Baixo Amazonas, que tem sede em Parintins, ressaltaram que o aumento no preço da gasolina impacta diretamente no sustento de pessoas que dependem do transporte como meio de vida, como os trabalhadores de entregas a domicílio (delivery) e mototaxistas. O documento foi assinado pelos defensores Gustavo Cardoso, Enale Coutinho, Gabriel Herzog Kehde e Rafael Lutti.

Os preços começaram a ser reduzidos no dia seguinte ao envio do ofício, voltando à média de R$ 5,79, para a gasolina comum. Para os defensores, o aumento abusivo gera impactos também a outras parcelas da população. “Esse tipo de aumento abusivo acaba se refletindo em toda a cadeia de consumo, porque ele vai sendo repassado ao consumidor”, disse o defensor Gustavo Cardoso.

O ofício levou em conta inúmeras denúncias recebidas pela Defensoria Pública, situação reportada de extrema vulnerabilidade para o setor de delivery, de mototaxistas e para a coletividade, além de direitos previstos no Código de Defesa do Consumidor. O documento também relatou que, após a apresentação de novas denúncias e a diligência in loco da Defensoria Pública, verificou-se que há postos de gasolina praticando o valor de até R$ 6,50 por litro.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta