Policiais ficaram chocados com a cena que viram em casa aonde mãe foi morta possivelmente pelo filho

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

“Ainda não temos certeza de qual a motivação do crime, porém a cena vista foi chocante, o que deixava claro que o autor estaria em um momento de surto psicótico, o que será comprovado com o resultado dos laudos”. A declaração é do delegado Charles Araújo, titular da Delegacia de Homicídios e Sequestros, depois de ver o estado do corpo da dona de casa Maria de Fátima Matos da Silva, de 65 anos, que foi morta na madrugada de hoje no bairro de Petrópolis possivelmente pelo próprio filho, Maxsuel da Silva Lima, de 32 anos, que sofre de esquizofrenia e teria cometido o crime num surto psicótico.

Conforme o delegado Charles, o homicídio ocorreu na casa onde eles moravam. No momento da prisão, que foi realizada por policiais militares, o homem não resistiu, mas estava bastante alterado. Uma arma branca utilizada no delito foi apreendida e passará por perícia.

O corpo da senhora estava dilacerado, com partes arrancadas, o que chocou os policiais e assustou os vizinhos, a maioria dos quais não teve coragem de entrar no imóvel.

Maxsuel irá responder por homicídio. Após os procedimentos cabíveis, ele será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta