Polícia intercepta grupo da FDN antes de atacar território do PCC

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio das equipes do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), em conjunto com servidores da Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), da Secretaria de Estado e Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), deflagrou, na noite de sexta-feira (23/02), ação policial que resultou nas prisões, em flagrante, de 20 homens, integrantes da Família do Norte. 

A ação culminou, ainda, na apreensão três fuzis, seis pistolas, quatro revólveres, uma metralhadora, uma espingarda, 122 munições de distintos calibres, nove carros com placas adulteradas e, aproximadamente, sete quilos de entorpecentes.  

O balanço da operação foi divulgado na manhã deste sábado (24/02), durante entrevista coletiva realizada no prédio da Delegacia Geral, na zona centro-oeste de Manaus. As diligências tiveram o apoio de policias civis lotados no Grupo de Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) e de policias militares que atuam na Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), da Polícia Militar do Amazonas (PMAM). 

Alexsandro Gomes da Silva, 24; Carlos Adriano Medeiros Candeira, 24; Everaldo de Souza Aguiar, 39; Franciscleo Barbosa Ribeiro, 32, conhecido como “Obama”; Guilherme Corrêa do Nascimento, 24; Herickson Rayck Maciel, 20; Jaime Costa da Costa, 22; Jonathan Almeida de Souza, 28; Kelson Bandeira da Silva, 27; Kelven Cal Barbosa da Silva, 24; Marcos Alfredo Ramos Manrique, 34; Patrick Caldas Cruz, 22; Pedro Afonso Ribeiro Neto, 27; Raylton Queiroz de Souza, 30; Robert Souza dos Santos Junior, 22; Sérgio de Oliveira Rebouças, 27 e Tiago Queiroz de Medeiros, 25, foram presos por volta das 19h, pelas equipes do Denarc, Seai e Fera, no bairro Novo Aleixo, zona norte da cidade. 

Em continuação às diligências, Anderson dos Santos Martins; Lucas Cruz Carioca, 19, e Luan de Melo Rodrigues, 19, foram presos, horas depois, naquela mesma localidade, pelas equipes da Rocam. Durante confronto com os policias militares, Anderson foi atingido por disparos de arma de fogo e conduzido ao Hospital e Pronto Socorro Doutor Aristóteles Platão Bezerra de Araújo, na zona leste da cidade, onde permanece internado. 

A ação – Durante a entrevista coletiva, o delegado Paulo Mavignier, diretor do Denarc, explicou que as equipes de investigação do departamento, em parceria com a Seai, coletaram informações de que naquele dia integrantes da FDN, liderados por “Obama”, iriam atacar uma área que pertencia ao PCC, com o objetivo de dominar o tráfico de drogas na zona norte. Conforme a autoridade policial, as equipes do Denarc, Seai e Fera, montaram campana, por volta das 16h, nas proximidades do local e verificaram uma intensa movimentação de carros e pessoas. 

“Constatamos que as placas dos veículos eram adulteradas. Por volta das 19h, os indivíduos saíram de uma residência, que funcionava como local para reuniões deles, em direção aos automóveis. Os infratores perceberam a presença das equipes e, logo em seguida, começaram a efetuar disparos contra os policiais. Houve uma intensa troca de tiros, nós revidamos e conseguimos fazer as prisões de 17 indivíduos e a apreensão de três fuzis, quatro pistolas, dois revólveres, uma espingarda, sete quilos de drogas e, além disso, os noves carros”, disse o titular do Denarc. 

Segundo Maviginer, após a primeira abordagem, foi solicitado apoio dos policiais militares lotados na Rocam, que na ocasião conseguiram efetuar a prisão de Anderson; Lucas e Luan e apreender, em posse do trio, duas pistolas, dois revólveres e uma metralhadora. “Com essa ação conseguimos evitar um confronto maior, motivado pelo domínio do tráfico de entorpecentes. É uma preocupação da SSP a retirada de armamentos deste calibre de circulação”, argumentou. 

Durante a coletiva, o secretário da Seai, Hebert Lopes, destacou o poder de fogo dessa organização criminosa. “Provavelmente parte dessas armas, apreendidas durante a ação, está vindo de guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), outras são desviadas até dos próprios sistemas de segurança e, também, das empresas privadas e acabam caindo na mão de infratores que tentam impor a tomada e o controle total das ‘bocas de fumo’ de uma facção criminosa, pois isso é um plano antigo da facção rival”, disse Lopes. 

Flagrante – Alexsandro; Anderson; Carlos; Everaldo; Franciscleo; Guilherme; Herickson; Jaime; Jonathan; Kelson; Kelven; Luan; Lucas; Marcos; Patrick; Pedro; Raylton; Robert; Sérgio e Tiago foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, associação criminosa e adulteração de sinal identificador de veículo. Ao término dos procedimentos cabíveis na base do Denarc, eles serão levados para audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul de Manaus.

FOTO: Erlon Rodrigues 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta