Para Roberto Cidade, pandemia justifica decisão de reservar R$ 50 milhões para compra de vacinas no Amazonas

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O deputado Roberto Cidade (PV), eleito novo presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (2021/2022), lembrou nesta quarta-feira, 16, durante votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) pegou o mundo inteiro de surpresa e ainda causa devastação em muitos lares. Por isso, a Emenda Coletiva aprovada no orçamento do estado para 2021, resguardando o valor de R$ 50 milhões da área da saúde, para a aquisição de doses da vacina.

“Muitas famílias amazonenses perderam entes queridos para a Covid-19. Sabemos que a espera pela vacina contra a doença é esperada com ansiedade pela população. Por isso, os deputados presentes na sessão de hoje apresentaram uma Emenda Coletiva para destinar parte (50 milhões) do orçamento da saúde, já prevista na LOA, especificamente para a compra de doses da vacina”, justificou.

Ações para a Covid-19

Cidade lembrou ainda que trabalhou parte das emendas impositivas de 2019 para o combate ao coronavirus, tanto na capital quanto no interior.

“Dedicamos para a área da saúde, além dos mínimos exigidos. Reforçamos investimentos, com foco no combate e tratamento da Covid-19 tanto para a capital como para o interior. A doença fez e continua fazendo muitas vítimas e precisamos buscar meios para combater esse mal que assola milhares de famílias amazonenses”, finalizou.

Segundo dados da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), do último dia 15, o Amazonas já registra um total de 187.930 casos da doença no estado. Um total de 3.201 só em Manaus e 1.825 óbitos no interior.

Foto: Evandro Seixas

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta