Pancadaria em cachaçaria teve dois motivos bem conhecidos: cigarro e álcool

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

A história começa assim: duas mulheres saem da Cachaçaria do Dedé para fumar e ao terminar decidem retornar por uma porta que estava fechada. Os garçons explicam que elas têm que dar a volta por dentro do Shopping Ponta Negra para retornar às mesas, mas elas, já alteradas pelo consumo de bebida alcóolica, insistem. Sentados perto da saída “proibida”, dois homens, igualmente embriagados, vêem a cena e provocam as fumantes. Elas respondem e daí para frente o que se vê é uma série de acontecimentos incontroláveis envolvendo quase todos os clientes que estavam em um dos ambientes do andar de baixo do restaurante. Uma pancadaria generalizada, que felizmente não teve ninguém ferido com gravidade.

Este é o resumo do que ocorreu na noite de ontem. Uma pancadaria fartamente registrada, de um ângulo “privilegiado”, pelos demais clientes presentes principalmente no mesanino do restaurante. Alguns demonstravam preocupação, mas outros estavam mais preocupados em filmar o acontecimento, até com pitadas de crueldade, na expectativa de ver um desfecho trágico. Foi assim quando um dos “brigões”, um homem de barba e camiseta cinza, pegou uma garrafa, quebrou e partiu para cima dos “adversários”.

Foram mais de 20 minutos de pancadaria, confusão e xingamentos, sem que os garçons pudessem fazer muito coisa.

Até agora não se tem notícia de nenhum boletim de ocorrência registrado pelos “brigões” e a Cachaçaria, fechada após o episódio, não divulgou os prejuízos.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta