Pacientes da Casa Vhida se tornam protagonistas no plantio de árvores

A parceria entre o Programa Arboriza Manaus, da Prefeitura de Manaus, e a Casa Vhida, que cuida de crianças e adolescentes que vivem com HIV, realizou neste sábado, 27, a primeira ação de plantio de mudas, dentro do Projeto Floreando a Vhida, desenvolvido pela instituição. A intenção do projeto promover a integração social das crianças, tornando-as protagonistas de uma ação ambiental. Na praça Nossa Senhora de Nazaré, foram plantadas 150 mudas ornamentais distribuídas nos quatro canteiros.
O plantio ocorreu nos canteiros centrais da Praça Nossa Senhora de Nazaré, na Vila Municipal, e contou com o apoio da paróquia do bairro.
O secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, e a presidente da Casa Vida, Solange Dourado, plantaram as primeiras mudas junto com as crianças.

“É muito gratificante para nós enquanto Prefeitura de Manaus poder atuar em conjunto com o Floreando a Vhida, que além do caráter ambiental tem também uma importância fundamental para tantas vidas. Nesta primeira ação do ano, reforçamos o compromisso de parceria do Arboriza Manaus com a Casa Vhida para as próximas ações a serem realizadas”, afirmou o secretário Antônio Nelson.

A presidente da Casa Vhida, Solange Dourado, destacou a necessidade de apoio para a continuidade do projeto. “Nosso esforço é no sentido de promover a integração social das crianças e adolescentes e fazer com que eles assumam o protagonismo de uma ação ambiental que é tão importante para a cidade”, explicou ela. Segundo Solange, a ideia é fazer com que as crianças e adolescentes participem das ações de plantio nas áreas públicas onde elas circulam e possam ver as mudas plantadas crescerem.

A emoção da pequena A., de 8 anos, foi enorme ao fazer o plantio da muda de ixora mini no canteiro. Mostrando as mãos cheia de terra, ela não escondia a felicidade de ter vivido a experiência. “Muito legal plantar e ver a plantinha crescer e dar flores”, afirmou ela.

A. é uma das 14 crianças órfãs residentes na Casa Vhida. A entidade, porém, atende atualmente a um universo de mais de mil crianças soropositivas para o HIV, com assistência médica, fornecimento de alimentos, medicação, atividades socioculturais e de inclusão social.

A ação deste sábado contou com a participação dos jovens catequistas da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré e do pároco Mário Missiato. O próximo plantio deverá ocorrer na área externa do Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz, gerido pela Secretaria de Estado da Saúde (Susam).

Foto: Arlesson Sicsu/SEMMAS

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta