Omar e Eduardo negam reaproximação com Lula e mantêm o foco aberto para alianças

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Especulações dando conta de reaproximações entre os senadores Omar Aziz (PSD) e Eduardo Braga (MDB) com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estão sendo “plantadas” na mídia local pelos adversários dos dois e não têm respaldo na realidade. O blog apurou que os dois políticos estão mantendo a agenda absolutamente aberta para todo tipo de conversa e não delimitaram o arco de alianças com vistas a 2022. Cada um do seu lado vêm tentando construir relações mais amplas, que por enquanto não incluem o líder petista.

No Senado, Omar se alinha mais com o grupo próximo do senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ), enquanto Eduardo tem maior proximidade com o time mais independente. Nenhum dos dois faz oposição radical ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ambos têm mantido encontros regulares com este último e com seus principais auxiliares, sempre tratando de assuntos mais relacionados ao Amazonas.

Os dois, que têm interesses distintos para 2022, debitam as especulações sobre uma eventual aproximação de Lula a grupos ligados à direita local, interessados em beneficiar o coronel da reserva Alfredo Menezes (Patriota) na disputa por um cargo majoritário. No caso específico de Eduardo, a distância em relação ao petista ficou bem clara na eleição para a presidência do Senado, quando o PT se recusou a apoiá-lo e alinhou-se a Rodrigo Pacheco (DEM).

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta