O vereador bi-secretário que é tímido no plenário, mas um leão nos bastidores

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O vereador William Abreu (PTB) foi um dos menos votados na eleição de 2016 em Manaus. Teve 3.820 votos pelo PMN. Ao longo de todo o mandato, também foi um dos mais tímidos no plenário. Não apresentou nenhum projeto de maior repercussão e seus pronunciamentos seguem o interesse da ocasião, como a maioria dos pares. Mas nos bastidores ele se revela um exímio articulador. Esta semana, pela segunda vez, foi nomeado secretário de Estado.

O próprio Abreu se apresenta como empreendedor social, articulador político e empresário. No governo de Amazonino Mendes (Podemos), foi indicado secretário de Trabalho em articulação com o ex-deputado Wanderley Dallas (PV), que hoje se diz arrependido da indicação. “Ele não foi leal comigo”, disse o empresário e pastor ao blog.

Agora, chegou ao secretariado depois de trocar o PMN pelo PTB, partido comandado no Estado pelo vice-governador Carlos Almeida. É o substituto. na Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania da defensora pública Caroline Braz, que se desincompatibilizou para concorrer nas eleições municipais.

Antes de ser vereador, Abreu exerceu cargos de escalões mais baixos nas secretarias de Juventude, de Administração, de Governo e de Obras.

“Assumo compromisso com o governador Wilson Lima, com o mesmo idealismo de outrora; com os mesmos sonhos de um Amazonas melhor. O espírito público, o respeito pelo ser humano, o senso de responsabilidade são pré-requisitos para se ocupar um cargo de secretário de Estado. Estejam certos que, com fé em Deus, lutaremos com todas as nossas forças para honrar a confiança do cidadão Amazonense”, afirmou o secretário recém-nomeado.

É realmente um fenômeno político.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta