“O grande potencial do Amazonas está em sua biodiversidade”, diz Arthur em palestra para universitários de Manacapuru

Cumprindo agenda no município de Manacapuru, distante quase 70 quilômetros de Manaus, o coordenador do Núcleo de Educação Política e Renovação do Centro Preparatório Jurídico (CPJUR), Arthur Virgílio Neto, palestrou para universitários do polo da Fametro sobre temas que envolvem o desenvolvimento do Estado. “Precisamos entender que o grande potencial do Amazonas está, precisamente, em sua biodiversidade”, disse. O encontro integrou a programação de uma ação social realizada na manhã de segunda-feira (9.5).

“A educação é a única saída para se vencer qualquer crise e precisamos convencer os governantes disso. E educação política é a gente saber escolher os governantes e, assim, o nosso futuro”, declarou o atual presidente do PSDB no Amazonas. “Diria que esse encontro valeu a pena, porque discutimos muito o valor da educação política para mudarmos o Brasil”, completou o político com 44 anos de vida pública.

A ação promovida pelo grupo Fametro no polo de Manacapuru, que contou com a oferta de diversos serviços gratuitos à comunidade, incluindo saúde e estética, contou com a presença da reitora instituição, professora Drª Maria do Carmo Seffair, que falou sobre os avanços da educação superior nas cidades do interior do Amazonas e do despertar das pessoas para a política.

“Nossas ações sociais têm o objetivo de dar ao aluno a real dimensão do que a educação faz por ele e por todo o entorno dele, que é a sociedade. Na medida em que ele oferece à comunidade aquilo que aprendeu, torna-se parte integrante da sociedade. Isso aliado à educação política mostra o que ele pode melhorar de fato na vida do povo”, comentou a reitora da Fametro.

Além da ação social, Arthur Neto foi convidado para uma entrevista em uma rádio de Manacapuru, onde falou sobre temas que envolvem a Amazônia, o Amazonas, a Zona Franca de Manaus e oportunidades de empregos para os amazonenses. “O Amazonas precisa voltar o seu potencial de desenvolvimento para uma economia sustentável, aproveitando o tempo político e econômico que o nosso Polo Industrial nos dá”, apontou o ex-prefeito de Manaus.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta