O exemplo de Atalaia do Norte, que não tem internações nem óbitos por Covid-19. Saiba o que a Prefeitura fez

O pequeno município de Atalaia do Norte, na região do Alto Solimões, está cercado de casos graves de Covid-19, nos vizinhos Benjamin Constant, Tabatinga e cidades peruanas. Só que as medidas duras tomadas pela Prefeitura local impediram que a doença atingisse proporções maiores. Hoje, mais de dois meses depois das primeiras providências, a cidade não registra nenhum óbito e nenhuma internação. Foram confirmados apenas seis casos na localidade, dois deles de indígenas. Um já está fora do período de transmissão.

No dia 18 de março, assim que soube do registro dos primeiros casos em Manaus e no Peru, o prefeito Nonato Tenazor (PDT) assinou o decreto de número 005/2020, que decretou situação de emergência na saúde pública no município e instituiu o comitê de enfrentamento e combate ao COVID-19, que desde então reúne-se semanalmente para avaliar as ações.

Uma das primeiras providências foi a instalação de duas barreiras sanitárias, com a participação de profissionais da saúde, Polícia Militar e Vigilância Sanitária, na rodovia BR-317, que liga o município a Benjamin Constant, e no porto da cidade, as duas principais portas de entrada em Atalaia do Norte. Como se trata de uma região de fronteira, a Marinha do Brasil ajuda na fiscalização fluvial três vezes por semana.

As barreiras funcionam todos os dias da semana, em plantões diurno e noturno, com 12 funcionários no porto e seis na rodovia, com apoio de veículos. Todas as pessoas que adentram o município, procedentes de regiões com casos positivos para a doença, são recebidas por um profissional de saúde, que orienta sobre prevenção e combate ao Covid-19 e determina isolamento social por 14 dias. O viajante assina um termo de consentimento, comprometendo-se a respeitar as orientações, até que receba a alta. No período de duas semanas, a pessoa é acompanhada pela atenção básica, seja por visita domiciliar, quando houver extrema necessidade, ou via contato telefônico.

A Prefeitura ainda obrigou o uso de máscara por toda a população. Também decretou o isolamento social, permitindo o trânsito pelas ruas apenas até as 15h. Depois desse
horário, somente serviços essenciais são autorizados. Os estabelecimentos comerciais não essenciais estão fechados temporariamente. Já os serviços essenciais funcionam de segunda a sexta, das 07h às 12h. Estes foram obrigados a instalar pias e disponibilizar álcool em gel e máscara para todos os clientes.

Funcionários da Prefeitura e policiais militares fazem rondas na cidade, orientando a população a permanecer em casa e só sair em casos extremos. Aquelas pessoas que desobedecem a legislação são conduzidas ate a Delegacia locais para as providencias cabíveis.

Atalaia do Norte também proibiu a venda de bebida alcoólica; não permite aglomerações a partir de três pessoas em via pública e suspendeu o turismo em toda a área do município. Estrangeiros também estão sendo barrados.

Desde o dia 29 de marco a Gerencia Municipal de Endemias promove a desinfecção de mercadorias, materiais e veículos que entram no município, para evitar que se reproduza ali a transmissão comunitária – aquela em que não se sabe onde o paciente contraiu a doença -, como já ocorre nos vizinhos Benjamim Constant e Tabatinga. Os agentes de endemias usam uma maquina pulverizadora, contendo água clorada, conforme
orientação da nota técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para realizar o serviço.

A Secretaria Municipal de Assistência Social é responsável por monitora eventuais aglomerações na casa lotérica, banco e estabelecimentos comerciais. Os funcionários verificam o distanciamento entre as pessoas, disponibilizam mascaras, álcool em gel, água mineral e muitas vezes até um lanche, tendo em vista que, na loteria, em função do pagamento do auxilio emergencial, as pessoas passam horas aguardando o atendimento.

MONITORAMENTO

O EpiSUS, Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços
do Sistema Único de Saúde da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, foi implementado em Atalaia do Norte no ano 2000. Em 2018, a Prefeitura custeou a qualificação de cinco profissionais de saúde em Tabatinga, por um período de três meses. São eles hoje que fazem o monitoramento das síndromes gripais e agora da Covid -19.

Os pacientes são identificados pela rede básica, por meio dos agentes comunitários de saúde, que encaminham os casos suspeitos para o enfermeiro da área de abrangência, responsável pela visita domiciliar. Se for necessário, os dados são repassados ao médico que,dentro da avaliação, prescreve ou não uma conduta, seja medicamentosa ou solicitação de exames, inclusive o teste rápido para Covid-19.

“Esse acompanhamento permite identificar precocemente uma possível piora ou agravamento do quadro clinico paciente, possibilitando a intervenção imediata e evitando possíveis transferências para Unidade de Terapias Intensivas”, explica a secretária de Saúde do município, Jucelia Graças.

UNIDADE ESPECÍFICA

Assim que a Covid-19 começou a se espalhar rapidamente na região do Alto Solimões, começou a funcionar em Atalaia do Norte um espaço físico recém-reformado, destinado especificamente ao atendimento de pacientes com diagnóstico de síndrome gripais e suspeitos/confirmados de COVID-19. O prédio funciona no Centro da cidade, na rua Alvaro Maia, acessível a toda população. O objetivo é garantir que pessoas com sintomas leves, similares aos provocados pelo novo coronavírus, como coriza, febre e tosse, sejam atendidos com mais agilidade e sem entrada no ambiente hospitalar, destinado ao atendimento aos casos mais graves da doença.

A intenção também é tirar das Unidades Básicas de Saúde esse público, que se misturava a gestantes, crianças e outros doentes, que acabavam ficando vulneráveis à infecção. Na estrutura, os atendimentos são realizados por enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeuta, com a supervisão e orientação dos médicos da atenção básica e um especialista em infectologia. Os pacientes têm à disposição uma recepção com sala de espera , uma sala de atendimento climatizada, uma sala de testagem rápida climatizada, uma farmácia climatizada 24hs , um quarto para conforto de enfermagem climatizado e banheiro. O horário de atendimento é de 8h as 20hs, todos os dias da semana.

O atendimento inicial do paciente que apresenta sintomas da Covid-19 ou de uma síndrome gripal grave é feito nesta unidade. Se o profissional de saúde identifica que não é o caso de internação, a pessoa é orientada a permanecer em isolamento domiciliar até que melhore e sai dali com os medicamentos necessários para a recuperação. Se for caracterizada a síndrome respiratória aguda grave, o cidadão é direcionado à internação para tratamento em leito de enfermaria na Unidade Hospitalar, com suporte clínico de acordo com a necessidade específica.

O HOSPITAL

No Hospital de Atalaia do Norte, equipado para atender casos de baixa e média complexidade, existem 15 leitos. Quatro deles foram destinados ao isolamento de pacientes diagnosticados com Covid-19. Neste momento existe uma obra em andamento para acrescentar 10 leitos comuns e 10 específicos para indígenas na unidade.

Para reforçar o atendimento na unidade, a Prefeitura investiu na compra de 60 cilindros de oxigênio de 10 metros cúbicos, para atender a demanda de pacientes que necessitarem de oxigenioterapia. Também adquiriu medicamentos atendendo protocolos definidos para o combate ao Covid-19, materiais químico-cirúrgicos, equipamentos de proteção individual e testes rápidos para a doença.

O prefeito conseguiu ainda junto à Rede Samel a doação de quinze cápsulas Vanessa
para ajudar no atendimento de pacientes internados. A tecnologia dá maior conforto ao
paciente do novo coronavírus e diminui riscos de contaminação dos profissionais de saúde. “Esse sistema reduz tempo de internação de 21 para 4,9 dias e está sendo um grande avanço no Estado do Amazonas”, diz a secretária de Saúde.

Para otimizar o funcionamento das cápsulas, a Prefeitura está comprando três aparelhos respiratórios para tratamento da apneia do sono e correção dos distúrbios respiratórios. Também em fase de aquisição estão dez máscaras faciais e 10 traqueias para serem acopladas à estrutura doada.

CUIDADO COM OS PROFISSIONAIS

Atalaia do Norte também mirou nos cuidados com os profissionais envolvidos diretamente no combate à pandemia. O Programa Saúde do Trabalhador
e o Programa de Saúde Mental da Secretaria de Saúde local elaborou projeto de atendimento a todos eles, disponibilizando psicólogos, nutricionistas, assistente social, fisioterapeuta e educador físico no espaço de uma escola municipal, cedido pela Prefeitura. Todos são atendidos por agendamento.

“Nosso objetivo é preparar o profissional para o saber agir nesta pandemia. Muitos são os relatos de alguns que temem o vírus desconhecido. É preciso ter bastante conhecimento para que possamos ter a atitude certa e não colocar a vida das pessoas e a própria em risco”, explica Jucelia Graças. Já foram atendidos mais de 60 profissionais.

A Secretaria de Saúde criou ainda um Grupo de Resposta Rápida formado por um representante do órgão, um médico e um enfermeiro da Atenção Básica. Eles produzem relatórios diários sobre as ocorrências, monitorando eventuais surtos.

Neste momento, Atalaia do Norte investiga 20 casos suspeitos, tem 32 pessoas em monitoramento domiciliar, sem sintomas gripais, descartou 19 possíveis infectados e liberou 183 pessoas do isolamento domiciliar.

Cápsula Vanessa instalada no Hospital local

A unidade específica para receber doentes com síndromes gripais

Desinfecção de mercadorias no porto de Atalaia do Norte

Funcionário com equipamentos de segurança individual usa pia na entrada da unidade

Reuniões de avaliação periódica obedecem regras de distanciamento

 

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem 2 comentários

  1. Mires Pinheiro da Silva

    Você tá fazendo a diferença!
    Parabéns Prefeito Nonato Deus abençoe sempre
    Exemplo maravilhoso.

  2. cida

    Parabéns a equipe. Nessa região vivem Povos Indígenas com pouco ou nenhum contato.

Deixe uma resposta para cida Cancelar resposta