O estadista e o amador

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Apesar da hostilidade, pela natureza raivosa, do presidente Bolsonaro em relação a Greta Thunberg, que trata por pirralha, essa doce adolescente encantou o mundo.
Pelas suas pregações simples em favor do mundo.
Lá atrás denunciou as queimadas criminosas na Amazônia já nos primeiros meses do atual Governo.
Foi inclusive capa da Time e escolhida personagem do Ano.
Esse feito, capa da Time, Bolsonaro terá, quem sabe, quando o seu Governo queimar o último mogno da mais rica floresta tropical do planeta.
Pois bem; o prefeito de Manaus, Artur Virgílio, pediu socorro diante da tragédia da Covid-19, à pirralha sueca, em inglês.
Poderia tê-lo feito em português correto, sem palavrões – dois feitos que Bolsonaro jamais fará – e a jovem ambientalista prometeu ajudar.
O vídeo da pirralha será entregue a todos os chefes de estado do planeta, onde é ouvida e respeitada, e não menos à mídia internacional.
Ah, sim, ia esquecendo.
O episódio se presta para mostrar, didaticamente, a diferença entre um estadista, o prefeito, e o presidente amador, apedeuta, monoglota, refém de nichos fanáticos, enfim, de percepção rasa.

Qual Sua Opinião? Comente: