Novos promotores concluem curso preparatório e embarcam para 21 municípios; outros três devem embarcar em breve

Após completarem um extenso Curso de Ingresso, os 22 novos promotores de Justiça designados para comarcas do interior do Amazonas também concluíram o Estágio de Adaptação, atividade promovida pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM) por meio da Corregedoria-Geral. O estágio, finalizado nesta terça-feira (28/05), teve como objetivo preparar os recém-chegados para os desafios de suas novas funções. Outros três promotores foram convocados na semana passada para assumir as comarcas de Guajará, Nhamundá e Novo Aripuanã e passarão pela formação para assumir os cargos.

Durante a programação, os novos promotores foram orientados por colegas experientes e participaram de palestras sobre suas futuras atribuições.
A Corregedoria-Geral do MPAM destacou a importância de familiarizar os novos membros com aspectos práticos da atuação no Ministério Público. Como parte dessa preparação, foi organizada a visita a uma Comarca de Entrância Inicial na Região Metropolitana de Manaus, em que os promotores puderam conhecer problemas comuns que enfrentarão em seu cotidiano.

Para a corregedora-geral, procuradora de Justiça Sílvia Abdala Tuma, preparar os membros durante o Estágio de Adaptação também representa colocá-los a par das expectativas que a população interiorana tem sobre o papel do Ministério Público para a garantia e o exercício de direitos fundamentais, como o acesso à saúde, educação e segurança. “O Estágio de Adaptação visou não apenas a integração dos novos membros, mas também a transmissão de conhecimentos práticos essenciais para o desempenho de suas funções”, complementou a corregedora-geral.

Entre os palestrantes, estavam o conselheiro nacional de Justiça, João Paulo Schoucair; o conselheiro nacional do Ministério Público e presidente da Comissão de Planejamento Estratégico, Moacyr Rey Filho; e o conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Jaime Cassio Miranda.

A partir desta quarta-feira, 29 de maio, os novos promotores terão um prazo de 15 dias para se deslocarem às suas respectivas comarcas e iniciarem suas atividades.

Esta etapa marca um importante avanço na carreira dos novos promotores, que agora estão mais preparados para contribuir com o sistema de Justiça no Amazonas e na promoção dos direitos coletivos da população.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta