Nova prefeita de Itapiranga colocou a saúde da população em risco

Veja só como alguns gestores não têm a menor responsabilidade com a gestão: a nova prefeita de Itapiranga, Denise Lima (PROS), este jovem senhora simpática da foto acima, contratou, assim que assumiu, duas enfermeiras para trabalhar na Unidade Básica de Atendimento da cidade. Uma delas, entretanto, usou um registro falso. Na verdade, trata-se de uma estudante de Enfermagem, que acabou afastada depois que a população descobriu que estava prescrevendo medicamentos sem ter capacidade técnica para tal.

Agora veja o tamanho da irresponsabilidade da prefeita com a saúde da população nas imagens abaixo.

Primeiro, observe uma receita prescrita pela “enfermeira” Ana Carolina para uma gestante. Ela simplesmente não diz como a paciente deve tomar o medicamento, apenas insere o nome dele:

Agora, veja como ela assinava as receitas mais de perto. Observe que o carimbo está de cabeça para baixo, a fim de dificultar a identificação:

Por último, extraindo o número do registro, a constatação da falsidade ideológica. Veja na página do Conselho Regional de Enfermagem a quem pertence o documento:

Detalhe: não é a primeira vez que algo semelhante ocorre em Itapiranga. Em 2005, na gestão do então prefeito José Nivalter Lima, um falso enfermeiro foi descoberto e afastado. Coincidência ou não, o gestor daquela época é pai da atual gestora.

Descoberta a fraude, a Câmara Municipal entrou no assunto e provocou o afastamento da falsa enfermeira, que é neta de um conhecido cabo eleitoral da família da prefeita. A política se sobrepondo ao bem estar da população, mais uma vez.

Apesar do clima de revolta na cidade, nenhuma punição foi imposta nem à mulher que cometeu a fraude, nem ao secretário de Saúde, que é biomédico e não atentou para as receitas prescritas grosseiramente pela auxiliar, colocando em risco a saúde da população.

 

 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY