Nova diretoria do Corecon toma posse na quinta-feira

Às 19h desta quinta-feira (1), acontece cerimônia de posse da nova diretoria do Conselho Regional de Economia (Corecon-AM), que tem como presidente eleito o economista Francisco de Assis Mourão Júnior, e como vice-presidente, o também economista Nilson Tavares Pimentel. Na ocasião, também tomarão posse os conselheiros efetivos e suplentes para o triênio de 2018 a 2020, os conselheiros acadêmicos, como ainda haverá a entrega da placa de homenagem ao economista Destaque do Ano de 2017, Marcelo Souza Pereira, por ter sido reconhecido como um profissional que luta pela valorização da profissão. A solenidade será realizada no Salão Donatello, do Da Vinci Hotel, em Adrianópolis.

Na primeira plenária do ano, realizada no último dia 6/1, os conselheiros titulares do Corecon elegeram Francisco Mourão Júnior e Nilson Pimentel para juntos coordenarem as atividades da entidade durante este ano. “É com enorme satisfação e alegria que assumo pela primeira vez a presidência do Corecon. Este será o meu terceiro ano contribuindo e participando ativamente dessa importante entidade (participei dois anos como conselheiro efetivo). Já adquiri bastante experiência e tenho muita vontade e disposição para contribuir não somente com os profissionais da área, mas também com a sociedade amazonense”, declarou o novo presidente do Conselho, ressaltando que irá tornar a entidade mais forte, mais unida e ativa, com olhar voltado, principalmente, para o interior do Estado.
Estão como metas para esse primeiro mandato a criação de duas delegacias no interior, para aproximar os economistas que atuam nesses locais e prover o desenvolvimento não só desses municípios, mas do Amazonas como um todo; a participação da entidade nos grandes debates econômicos; a criação de um banco de dados para facilitar os profissionais que buscam vagas no mercado de trabalho; a adesão à plataforma de cursos do Conselho Federal de Economia (Cofecon); e a criação de um canal informativo nas principais redes sociais (youtube, facebook, instagram), além da repaginação do site e oferta de cursos para economistas em situação de inadimplência.
Como novos conselheiros efetivos do Corecon, tomam posse: José Altamir Cordeiro, Osíris Messias da Silva e Stony Bindá. E como suplentes, têm-se os economistas Farid Mendonça Junior, Judah Torres Lima e Tomaz Edson Lopes.
Já o Conselho Acadêmico, é composto por representantes universitários dos cursos de Economia que, junto ao Corecon, irão trabalhar a união da comunidade acadêmica e sua participação juntos às atividades da entidade. Eles foram eleitos entre os próprios estudantes também no mês de outubro do ano passado. São eles: Andrielle Souza (conselheira titular) e Adoni zedeque Amaral (conselheiro suplente), representando os alunos do curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Amazonas (Ufam); Jade Desirée Rodrigues do Nascimento (conselheira titular) e Rafaela Drumond (conselheiro suplente), representando a Universidade do Estado do Amazonas (UEA); Nayran afonso Martins (conselheiro titular) e Marcos Paulo de Matos Queiros (conselheiro suplente), representando o Centro Universitário de Ensino Superior do Amazonas (Ciesa); Irazêr Mendonça (conselheiro titular) e Bruno Raphael da Silva Matos (conselheiro suplente), representando o Centro Universitário do Norte (Uninorte); e Clayton silva – conselheiro titular e Sarah Bruno (conselheira suplente), representando a Universidade Nilton Lins.
Foram convidados para esta cerimônia, dentre outros órgãos e entidades: Prefeitura de Manaus, Governo do Estado, Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (Cieam), Secretaria de Estado de Planejamento e Ciência e Tecnologia (Seplanct), Banco da Amazônia (Basa), Associação Comercial do Amazonas (ACA), Superintendência de Desenvolvimento do Amazonas (Sudam), Conselho Regional de Contabilidade (CRC), Conselho Regional de Administração (CRA), além das faculdades de economia, parlamentares economistas e consultores econômicos.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta