Nova carga de 90 mil metros cúbicos de oxigênio está a caminho de Manaus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Manaus receberá esta semana 90 mil m³ de oxigênio vindos de Belém, em uma operação realizada pela Marinha do Brasil, em parceria com os ministérios da Saúde e da Defesa.

A carga, que saiu sábado (30/01) da capital paraense, é destinada à rede hospitalar de Manaus, cidade que vem enfrentando problema de abastecimento de oxigênio, nesse novo pico de pandemia de Covid-19. O tanque, abastecido pela empresa White Martins em Belém, segue em balsa por via fluvial, escoltada o tempo todo pelo Navio-Patrulha da Marinha brasileira.

As ações que vêm sendo realizadas para abastecer de oxigênio a rede hospitalar de Manaus fazem parte do planejamento estratégico executado pelo Ministério da Saúde (MS), para estabilizar o sistema de saúde do Amazonas, que entrou em colapso com o aumento de casos de coronavírus no estado.

Além do transporte de oxigênio, o MS também está atuando na remoção de pacientes para outros estados e abrindo novos leitos em Manaus, cidade que também recebe doentes graves vindos do interior do estado. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, está à frente das ações, coordenando os trabalhos do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), o comitê de crise instalado na capital amazonense.

Com relação ao oxigênio, além da carga de 90 mil m³ do produto, outras doações chegam esta semana em Manaus, por meio da ação de empresários e grupos de voluntários. As lojas Havan, que já doaram 50 cilindros de oxigênio, deverão entregar mais 150 nos próximos dias. Outra carga que está para chegar na cidade trará mais 30 mil m³ de oxigênio da subsidiária da White Martins na Venezuela.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta