Nota em defesa da democracia e contra a censura!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

melo triste

As organizações sociais vêm através dessa nota, repudiar toda forma de opressão e tentativa de censura da liberdade de expressão.

Na manhã de hoje (06), o governador utilizou de seu cargo, para coagir e atentar contra o direito democrático do jovem Hinaldo de Castro ao enviar a Policia Civil com mandado de busca e apreensão em sua residência, levando com que a polícia apreendesse seu notebook o seu celular e do irmão.

O ocorrido se deu pelo fato de o estudante ter se manifestado, atirando na direção de José Melo, notas de R$100,00 enquanto o governador realizava coletiva de imprensa na abertura dos trabalhos da ALEAM. José Melo e Henrique Oliveira foram julgados, condenados e culpados por compra de votos pelo Tribunal Regional Eleitoral – TRE/AM.

No momento que lutamos para que cada vez mais se amplie a democracia, ocorre essa atitude arbitrária que fere os direitos constitucionais de Hinaldo, e o estado democrático de direito, além representar uma agressão à ele e sua família.

Usar a truculência e perseguir manifestantes, no intuito de criminalizar a liberdade de expressão e os movimentos sociais é algo repudiável e deve ser combatido. Bem como uma ameaça a democracia brasileira,fato que relembra a ditadura militar.

Policia é para prender bandido e proteger o cidadão, já chega de jovem negro de periferia ser criminalizado e morto todos os dias por falta de politicas públicas.

O mesmo governador José Melo que foi cassado e persegue jovem que se manifesta, é o mesmo que extinguiu a Secretaria de Juventude, e projetos como Jovem Cidadão e Galera Nota 10 e corta investimentos em políticas públicas.

Enquanto o governo inverte as prioridades, o estado está um caos, não paga médicos, bolsistas e pune a população que convive com o descaso de um dos piores governos que já existiu no Amazonas.

Nos solidarizamos com Hinaldo e reafirmamos que ferir a liberdade de um cidadão é ferir o estado democrático de direito. As arbitrariedades cometidas com esse jovem, não podem ser o início de um período de perseguição e terror contra cidadãos e cidadãs amazonenses, que exerçam o seu direito inalienável de expressão. Não nos calarão!

Assinam essa carta:

União Nacional dos Estudantes – UNE

União Brasileira dos Estudantes Secundaristas – UBES

União da Juventude Socialista – UJS

União Municipal dos Estudantes Secundaristas – UMES/Manaus

União Estadual dos Estudantes do Amazonas – UEE/AM

Diretório Central dos Estudantes da UEA

Rede Nacional de Religiões de Matriz Africana e Saúde – RENAFRO/AM

Rede Amazônica de Tradições de Matriz Africana – REATA

União de Negros e Negras pela Igualdade – UNEGRO

Instituto Ganga Zumba

União Brasileira de Mulheres – UBM

Coletivo Difusão

Sindicato dos Trabalhadores em Educação – SINTEAM

Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB

Sindicato dos Trabalhadores Industraarios e Urbanitários do Amazonas – STIUAM

Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE

Pastoral da Juventude

Partido Comunista do Brasil – PCdoB/AM

Movimento Ficha Verdade

Movimento Jovem Socialista

CRAMER

MLPM – Movimento Luta Pela Moradia

Fórum Estadual de Movimentos e Organizações Juvenis do Amazonas

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem um comentário

  1. Antonio Carlos Magalhães

    agressão e falta de respeito não é protesto Democrático

Deixe uma resposta