Nas redes sociais, Arena da Amazônia vazia na despedida de Formiga foi motivo de protestos

O que era para ser um grande evento transformou-se em polêmica ontem à noite em Manaus. O jogo da Seleção Brasileira Feminina – goleada contra a Índia por 6 a 1 – transformou-se numa onda de protestos nas redes sociais, porque foi marcado para tarde da noite, com venda de ingressos aberta apenas dois dias antes, a preços altos, o que deixou a Arena da Amazônia vazia na noite em que um dos maiores ícones do futebol mundial, Miraildes Maciel Mota, a Formiga, despediu-se da camisa amarela. Para os internautas, ela merecia uma festa maior.

As muitas críticas eram variadas. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) marcou rodadas duplas no Torneio Internacional realizado em Manaus, o que empurrou para tarde o jogo do Brasil. Ontem, no primeiro jogo, o Chile venceu a Venezuela por 1 a 0. A competição é uma parceria com o Governo do Amazonas e a Federação Amazonense de Futebol (FAF).

O Brasil venceu com gols de Debinha, Giovana, Ary, Kerolin e Geyse. Manisha descontou para a Índia. Formiga começou no banco e só entrou aos 30 minutos do segundo tempo, o que também gerou críticas, já que a maioria dos internautas considerou que ela merecia iniciar a partida.

Ainda assim, a emoção foi forte quando o jogo terminou. Formiga foi homenageada por brasileiras e indianas, ganhou flores e recebeu de surpresa a presença da rainha Marta, que chegou especialmente para a despedida, apesar de não ter participado da partida.

A jogadora baiana de 43 anos recebeu homenagens nas redes de personalidades do futebol masculino, inclusive o rei Pelé. Ela disputou sete Copas do Mundo e sete Olimpíadas, um recorde absoluto. Também jogou nos principais times do planeta. Quando começou a carreira, foi vítima de muito preconceito. Por isso se transformou num ícone do esporte.

Próximos jogos

A segunda rodada dupla da competição acontece no domingo (28/11), na Arena da Amazônia Vivaldo Lima. Dessa vez, a Seleção Brasileira enfrentará a Venezuela, às 20h. Mais cedo, Índia e Chile medirão forças a partir das 17h.

FOTO: Milly Barreto

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta