MS se compromete a mandar remédios, pessoal e equipamentos ao Amazonas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Em reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, nesta quarta-feira (06/01), em Brasília, o governador Wilson Lima assegurou o envio de monitores, respiradores, medicamentos e recursos humanos para fortalecer a estrutura de abertura de novos leitos na rede estadual de saúde no enfrentamento à Covid-19.

Conforme as tratativas com o ministro da Saúde, em 48 horas devem chegar mais monitores e, nesta quarta-feira (06/01), os 78 respiradores.

“Hoje o estado do Amazonas enfrenta um problema muito grave por conta da pandemia. Nós estamos chegando ao nosso limite, e aqui hoje venho fazer um apelo ao ministro para que a gente continue recebendo suporte de equipamentos como respiradores, monitores. Hoje estão chegando mais respiradores e, nas próximas 48 horas, mais um quantitativo de monitores estão chegando no estado”, ressaltou o governador Wilson Lima.

O Governo Federal, através do Ministério da Saúde, já forneceu 158 monitores, sendo que 80 já estão em Manaus, assim como 178 respiradores e medicamentos. Durante a reunião, o governador Wilson Lima abordou sobre o plano de imunização da vacina contra Covid-19 no estado.

O governador adiantou que, na próxima segunda-feira (11/01), o ministro da Saúde deve desembarcar em Manaus para tratar sobre o plano de vacinação contra Covid-19.

“O ministro desembarca com sua equipe no Estado para discutir o cenário da Covid, apresentar uma alternativa de ampliação, inclusive usando as estruturas que nós temos, como o Hospital Getúlio Vargas. Vamos discutir o plano de imunização do Amazonas, o plano de vacinação, levando em consideração que o estado do Amazonas talvez seja o mais complexo no que diz respeito à logística, sobretudo, para fazer com que a vacinação chegue aos indígenas”, comentou Wilson Lima.

Apoio em Recursos humanos

O ministro Eduardo Pazuello afirmou que, em Manaus, deve reunir para discutir sobre a oferta de recursos humanos para rede de saúde.

“Estamos trabalhando para fazer a imunização de todos os brasileiros, e para que possamos dar uma resposta neste momento onde está mais afetado. Manaus está novamente passando por um momento de aperto, com certeza, dentre os motivos, é o momento do clima, também pesa muito, esse momento das chuvas, e estamos levando para Manaus tudo o que tiver que levar, principalmente recursos humanos porque é onde falta para a abertura de novos leitos”, destacou o ministro.

Abertura de leitos

O Governo do Estado tem avançado com o Plano de Contingência, que resultou na ampliação e reordenamento da rede de saúde no enfrentamento à Covid-19. O Amazonas saiu de 457 leitos para 1.070, um aumento de 134%. Desses, 260 são leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

No ano passado, foram destinados, aos 61 municípios, 875 leitos clínicos para atendimento de Covid-19. O Amazonas quase triplicou a quantidade de Unidades de Cuidados Intermediários (UCI) no interior, saindo de 49 para 203 leitos em 33 municípios. Desses, 143 para pacientes Covid-19.

Casos

O Boletim Diário de Covid-19 da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) da terça-feira (05/01) registra 1.928 novos casos de Covid-19, totalizando 204.900 casos da doença no estado. Ainda de acordo o boletim, foram confirmados 46 óbitos por Covid-19, sendo 30 ocorridos na segunda-feira (04/01) e 16 encerrados por critérios clínicos, de imagem, clínico-epidemiológico ou laboratorial, elevando para 5.414 o total de mortes.

FOTO: Diego Peres

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta