Morte de pessoas conhecidas em um dia serve de alerta, diz David

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Manaus assistiu neste domingo a morte de várias pessoas muito conhecidas da sociedade, vítimas da Covid-19. O prefeito David Almeida (Avante) lamentou o acontecimento, bem como a partida de pessoas nem tão conhecidas, e disse que o episódio serve de alerta. Entre outros, morreram hoje a esposa do desembargador Lafayette Carneiro Vieira Júnior, Giovanna Maddy Fligliuolo Vieira; o irmão do senador Omaz Aziz, o empresário Walid Aziz; a cantora do boi-bumbá Garantido, Roci Mendonça e o presidente da Federação de Futebol Americano, e um dos fundadores do time Lobos Futebol Americano, Gutemberg Maia de Oliveira, o “Chicão” (foto).

David também citou o diretor de imagens, da rede Tiradentes de Comunicação, Ricardo César Rodrigues e o técnico de som da TV A Crítica, Lurdemil Uchôa.

“Foram profissionais de comunicação, de movimentos, pessoas conhecidas por toda a sociedade, dezenas de pessoas tão importantes para suas famílias e para nós”, disse o prefeito. Há menos de 15 dias à frente do Executivo Municipal, David vem adotando medidas que visam ampliar o atendimento na Atenção Básica e ajudar na redução de casos mais graves.

“Estamos atravessando um momento que requer muito cuidado e responsabilidade, por parte das pessoas em se protegerem contra este vírus. Em menos de 24 horas tivemos várias famílias enlutadas, muitas das quais de amigos próximos. Rogo a Deus para que encontrem a paz, e que possamos vencer este período tão preocupante que estamos enfrentando. Minha solidariedade a todas estas famílias”, destacou o prefeito.

“Eram pessoas que com certeza tinham muito mais a contribuir com a nossa cidade, com o nosso Estado. Peço que todos redobrem seus cuidados, a atenção neste momento tão crucial”, salientou o prefeito.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta