Morre, aos 61, o jornalista Carlos Costa, um dos fundadores do Sinetran e do SEST/Senat

Morreu hoje, aos 61 anos, o jornalista, escritor e assistente social Carlos Costa. Ele lutava contra um problema no cérebro. Em vida, trabalhou em quase todos os jornais de Manaus, publicou várias obras literárias e ajudou a fundar o Sindicato de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetran) e o Serviço Social do Transporte (SEST/Senat).

Carlos Costa ajudou a formar gerações de jornalistas, inclusive o editor deste blog. Nos últimos anos deixou as redações para se dedicar à literatura e ao serviço social.

O velório está ocorrendo na funerária Almir Neves, na avenida Joaquim Nabuco (Centro) o enterro ocorrerá amanhã, às 9h, no cemitério Recanto da Paz, em Iranduba.

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem 3 comentários

  1. Terezinha Soares

    Finalmente descansa O Carlos Costa. Pode-se dizer que foi um GUERREIRO lutando contra o mal que o acomenteu por longos anos. Nunca desistiu, nunca se desesperou. Manteve a lucidez ainda que o sofrimento fosse muito grande. Tinha muitas histórias pra contar de si próprio, da atividade no jornalismo e da dedicação ao Serviço Social e às questões do transporte coletivo. Trabalhamos juntos no Jornal A Notícia, lá pelos idos dos anos 1976/1980.

  2. Carlos Daniel

    Meu pai

  3. Roberto

    Tive o prazer de estar com ele quando fez uma visita ao Rio de Janeiro em 2015. Um grande homem!

Deixe uma resposta