Michilles deixa o TCE e Mario Melo se prepara para assumir vaga de conselheiro

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

20150826150546mario_mello

O conselheiro Raimundo Michilles viveu hoje seu último dia de trabalho no Tribunal de Contas do Estado. Com atingiu a idade limite para exercer o cargo – 70 anos – ele é obrigado a se aposentar. No lugar dele, assume nos próximos dias o advogado Mario Mello, que ao nas duas últimas décadas exerceu o posto de chefe da representação do Amazonas em Brasília.

Mario assume na vaga indicada pela Assembleia Legislativa. Os deputados foram convencidos pelo governador José Melo – que não é parente do novo conselheiro – de que ele seria a melhor opção neste momento.

Habilidoso, experiente e bem articulado, Mello já teve seu nome cotado para o cargo em outras ocasiões. Ele é primo do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, e tem trânsito livre em Brasília.

Uma prova da habilidade e do jogo de cintura do novo conselheiro é o fato dele ter ficado no posto de representante do Amazonas em Brasília nas gestões de quatro governadores – Amazonino Mendes, Eduardo Braga, Omar Aziz e José Melo -, mesmo quando eles brigavam entre si.

Michilles deixa o posto da mesma forma como se comportou ao longo do tempo em que exerceu o cargo de conselheiro: discretamente.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta