Menezes descarta candidatura ao Governo e reafirma que será candidato ao Senado

O Coronel Menezes (Patriota) publica hoje artigo no blog (veja na sessão Colunistas) em que atribui ao jornal Folha de São Paulo e ao senador Omar Aziz (PSD) as especulações em torno de sua substituição na corrida ao Senado no Amazonas pelo general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde. Ontem a assessoria do ex-candidato a prefeito de Manaus divulgou que o ex-ministro da Saúde seria uma espécie de “coringa” que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem para as disputas majoritárias em 2022.

“Sou pré-candidato ao Senado em 2022 e vamos vencer as eleições”, afirma Menezes no artigo de hoje. “Sobre o jantar que o Presidente Bolsonaro participou na casa do General Pazuello em Manaus, ele foi organizado por nós. Estiveram presentes eu, o prefeito David Almeida, o governador Wilson Lima, toda a comitiva presidencial e claro, o anfitrião. Não falamos especificamente sobre eleições no estado do Amazonas em 2022, mas, sobre cenários, possibilidades e alternativas de forma geral”, acrescenta.

“Quanto ao meu amigo General Pazuello, o Presidente Bolsonaro o quer na política e com mandato. Trata-se de um coringa, prioritariamente ele tem a possibilidade de ser candidato ao cargo majoritário ou proporcional pelo Rio de Janeiro, essa é a sua preferência, pode também ser por Roraima, onde ele teve destacado papel sobretudo na “Operação Acolhida”, é querido e tem muito prestígio por lá, finalmente, numa hipótese remota, pode disputar a eleição em 2022 pelo Amazonas, mas, aqui para ele ser candidato ao Senado, eu teria que ser ao Governo e fazermos uma dobradinha, e isso, não faz parte dos meus planos”, conclui o militar.

 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta