Médicos, psicólogos, enfermeiros e fisioterapeutas atendem on line gratuitamente na UEA

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, farmacêuticos, odontólogos, biólogos e residentes de Enfermagem está à disposição da população para auxiliar no enfrentamento e no tratamento da Covid-19 por meio do atendimento médico e psicológico oferecido pelo Chatbot da UEA. A plataforma está disponível no aplicativo da Samel, de forma virtual e totalmente gratuita, numa iniciativa da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) e grupo Samel.

O sistema está funcionando de segunda a sexta-feira, e também aos fins de semana e feriados, das 7h às 23h.

Nesta nova etapa, é possível que os profissionais de saúde prescrevam os esquemas terapêuticos e exames, além de encaminhar para outros atendimentos médicos. O Chatbot aplica respostas automáticas, mas também possibilita a interação imediata com a equipe multidisciplinar, que faz a primeira triagem pelo serviço de telemensagem WhatsApp Web.

A coordenação do projeto enfatiza que, por meio dessa plataforma e do atendimento mais humanizado, é possível conversar diretamente, visualizar o paciente e fazer uma melhor avaliação clínica no momento do atendimento. Vale destacar que todas as dúvidas são esclarecidas com informações confiáveis e de qualidade feitas por especialistas.

“Além de diminuir a demanda nos dispositivos de saúde públicos e privados, o Chatbot diminui a exposição dos pacientes aos riscos de novas contaminações, tendo em vista que estamos em um momento de aumento de casos de síndromes respiratórias agudas graves. Então quando o usuário usa o app para uma avaliação ele está preservando a saúde e a vida dele. Todos os nossos profissionais estão aptos para atender a população de forma confiável”, disse a professora Adriany Pimentão.

Atendimentos em 2020

O aplicativo Sasi, lançado no dia 1º de abril de 2020, realizou 92.477 atendimentos de pessoas com sinais e sintomas de Covid-19 e teve, entre os usuários, nota de satisfação 4,8, em uma escala que vai até 5. Por meio da consulta, os médicos conseguiam identificar os casos leves e assim fornecer orientações para os cuidados em domicílio. Nos casos de pacientes com sintomas mais fortes, o paciente era orientado a procurar uma unidade de saúde.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta