Marcos Rotta cumpre sua missão na campanha e percorre a zona Leste ouvindo a população

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

rotta na zona leste

O candidato a vice-prefeito de Arthur Neto, deputado Marcos Rotta, vem confirmando nas ruas a popularidade da coligação ‘Por Uma Só Manaus’ e tendo a certeza de que a união com o prefeito é, sem dúvida, o melhor para Manaus. Na manhã desta sexta-feira, 26, Rotta percorreu toda a extensão da rua São Paulo, caminhando pelos bairros João Paulo, Jorge Teixeira – 4a Etapa e Cidade Alta, ouvindo as principais demandas da população.  

“Não tem mecanismo mais apropriado pra defender uma política pública do que escutando os problemas na sua essência, na sua raiz, dentro dos bairros, dentro dos becos. É essencial ouvir a população, sobretudo num processo eleitoral, onde se constrói programas de governo, plataforma de governo com essa base que nós sempre defendemos que é de ouvir as pessoas”, disse Marcos Rotta.

Durante o percurso Rotta ouviu dos moradores elogios ao trabalho do prefeito Artur nos últimos três anos, principalmente na Cidade Alta, que foi completamente asfaltada. “Saímos da Cidade Alta convictos de que o prefeito avançou em muitas questões: asfaltamento, lâmpadas de LED, melhorias na questão da água, o que nós demonstra claramente que fizemos a escolha certa ao nos tornamos vice de Artur”, destacou o candidato.

Outra demanda dos moradores da área foi em relação à saúde, principalmente, quanto à agilidade no atendimento. O candidato explicou que este ponto é prioridade plano de governo da coligação e que a próxima administração instalará as policlínicas da família. Em 2013, a cobertura de Saúde da Família em Manaus era de 29%. Hoje, esta cobertura já atinge 39%.

“Vamos implantar em Manaus o que já foi feito no Rio de Janeiro, que são as policlínicas da família. Um local mais amplo com dentistas, advogados, fisioterapeutas, clínicos gerais, ou seja, uma verdadeira policlínica com mais especialistas pra atender dentro das comunidades, fazer com que as pessoas possam ter saúde de qualidade dentro do seu bairro, sem precisar se deslocar às grandes unidades de saúde do Estado”, finalizou  Rotta.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta