Marcelo Amil chama dirigentes do PSOL de “democratas de goela”

Em nota divulgada ontem, o advogado Marcelo Amil, que teve sua filiação ao PSOL suspensa pela Direção Nacional da legenda e foi impedido de concorrer ao Governo do Estado, como pretendia, chamou os dirigentes de “democratas de goela” e anunciou a judicialização do problema.

Veja a nota:

“Na sociedade encontramos muitos democratas de goela. Infelizmente em todos os segmentos. Ao invés de virar minion e procurar um chefe pra idolatrar, decidi procurar a militância do PSOL pra fazer um partido plural. Construímos a maior convenção da história do partido no Amazonas. Convenção convocada e realizada rigorosamente dentro da lei e do estatuto. Daí um grupo minoritário, ao ver que não teria votos na militância, corre pra pedir socorro de cima. E quem os socorre precisa se socorrer de ilegalidade pra ajudar. Os que sabotam o PSOL respondem só hoje a cinco processos judiciais e serão condenados em todos. Há dois meses o presidente nacional do partido veio a Manaus e disse publicamente que não haveria interferência. Hoje vemos o que vale sua palavra.
Ainda na segunda feira impetrei MS para fazer cessar a covardia. Infelizmente o tempo do judiciário não respeita o tempo da política, e até hoje, apesar de já estar desde terça concluso para decisão, não há um despacho. Paciência.
A covardia será sustada, não tenho dúvida disso. A luta que hoje incorporo, que não é minha, mas de meus camararadas com quem marcho diariamente, não será em nada alterada. Seguiremos firmes na luta para eleger Lula no primeiro turno e restabelecer a democracia no Brasil. Vencida essa batalha, seguiremos trabalhando pra restabelecer a democracia no PSOL.”

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta