Mais de oito mil pessoas viram o Iranduba passar pelo Vasco e ir à final do Brasileiro sub-20

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

iranduba x vasco

A noite desta quarta-feira, dia 22, foi toda das “Guerreiras do Hulk”, que “pintaram” a Arena da Amazônia de verde, após vencer o Vasco nos pênaltis por 4 a 2, depois de empatar em 1 a 1 no tempo regulamentar. Invicta na 1ª Liga Feminina de Futebol Sub-20, o Iranduba passou para a final diante de 8.413 torcedores e a disputa da taça da competição será com a Adeco-SP, nesta sexta-feira, dia 24, a partir das 19h. O evento recebe apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).Os gols do time amazonense foram marcados por Milena no tempo normal. Laura, Larissa, Kelen e Monalisa bateram os pênaltis. Uma das responsáveis pela conquista da vaga na decisão foi a goleira Sol. A arqueira, que entrou no final do segundo tempo somente para as penalidades, acabou defendendo a cobrança vascaína.

“É todo mundo jogando, se incentivando, um só”, disse a goleira Sol, ao recordar o momento em que o goleiro da Holanda, Krul, entrou no lugar do titular Cillessen, momento antes das disputas dos pênaltis, e acabou pegando dois pênaltis contra a surpresa da Copa do Mundo de 2014, Costa Rica.

“Tínhamos a situação dos pênaltis e faltando três minutos havíamos combinado que a Sol poderia fazer a situação dos pênaltis melhor e ela mostrou que realmente está preparada para isso. Chegamos à final com um trabalho que começou há seis meses e agradeço a torcida por todo apoio. Vamos confiantes e pensando positivo para a final”, afirmou o treinador do Iranduba, José Said.

O jogo – Determinadas a conquistar a vaga, a equipe Cruzmaltina partiu para o ataque. O primeiro lance perigoso veio aos 10 minutos. Depois da falta cobrada para área, Mariana de cabeça mandou a bola por cima do gol. Com a forte marcação do adversário, o Iranduba teve dificuldades para chegar até à área do Vasco. Elisa, Bruna e Kelen chegaram a arriscar, mas sem assustar a defesa vascaína.

Antes do fim do primeiro tempo, Aryane assustou a goleira irandubense com uma falta fora da área.

O Vasco voltou fulminante para o segundo tempo. Antes de completar um minuto de jogo, Laís arrancou pelo meio, passou por duas marcadoras e colocou no canto esquerdo da goleira Renatinha. 1 a 0.

Sem sentir o gol, as meninas do Iranduba foram pra cima e o gol do empate saiu de uma linda jogada. Aos 32 minutos, Milena, que tinha acabado entrar no lugar de Cinara, chutou da diagonal e no canto esquerdo da goleira balançou a rede. 1 a 1.

O empate motivou as meninas do Hulk, que ainda tiverem uma chance desperdiçada no final do segundo tempo, com Kelen que chutou por cima do gol.

Decisão nos pênaltis

Na disputa da vaga nas penalidades, o Iranduba levou a melhor e venceu por 4 a 2. Laura, Larissa, Kelen e Monalisa fizeram para o Hulk e ainda teve a contribuição da goleira Sol, que defendeu o pênalti de Andressa. Rayane ainda desperdiçou para o Vasco.

Adeco na final

A primeira final da Liga vai contar com uma representante paulista. A Adeco-SP venceu por 3 a 1 a equipe do Aliança-GO na primeira semifinal. Juliana foi a autora dos três gols da equipe paulista. Nicolly descontou para o time goiano no segundo tempo. Antes da decisão da taça, às 17h, Vasco e Adeco-SP disputam o terceiro lugar.

FOTO: MAURO NETO/SEJEL

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta