Líder evangélico que tem vereador do Podemos como braço direito declara apoio a David Almeida

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O presidente do Ministério Internacional da Restauração, apóstolo Renê Terra Nova, declarou apoio aos candidatos à Prefeitura de Manaus David Almeida (Avante) e Marcos Rotta (Democratas), por meio de vídeo distribuído nas redes sociais. Ele tem como braço direito o vereador reeleito Marcel Alexandre, que é do partido de Amazonino Mendes, o Podemos.

“Manaus, você não pode dar uma oportunidade para que alguns governem sem amor pela cidade e apenas por interesses pessoais. Estamos juntos para esse tempo maravilhoso, estamos juntos com David Almeida e o querido Rotta”, disse o apóstolo em seu vídeo.

Para David, o apoio de Renê é reconhecimento das lideranças da Igreja do seu comportamento e da sua conduta como homem público e cristão. “Expresso aqui a minha gratidão ao MIR, na pessoa do apóstolo Renê Terra Nova, o apoio e a confiança no nosso projeto. Espero fazer valer toda a esperança em mim depositada nesse momento de extrema importância para o futuro da nossa cidade”, disse David, que desde congrega na Igreja Adventista.

Declarações

Ainda no primeiro turno, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus Tradicional do Amazonas (Iaedtam) também declarou seu apoio a David Almeida. A Ieadtam é considerada uma das maiores redes cristãs do Amazonas, com mais de 1.800 congregações no Estado, sendo 320 igrejas somente em Manaus. Segundo representantes da Igreja, a escolha pelo nome de David – que tem Marcos Rotta como candidato a vice-prefeito – “foi uma convergência pelos valores cristãos e posicionamento em relação à administração pública”.

Incentivo

David afirmou que a sua gestão dará atenção especial a eventos como a Marcha para Jesus e o Pentecostes, as maiores manifestações culturais de cunho religioso de Manaus. O candidato afirmou que, mais do que oferecer lazer e entretenimento, o incentivo às manifestações culturais é um caminho para fortalecer a economia popular, de pequenos negócios familiares. Para ele, além dos eventos populares, os grandes eventos religiosos, que movimentam milhares de fiéis, também precisam do apoio do poder público municipal.

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem um comentário

  1. Felipe

    Os membros da congregação não são robôs, tem livre consciência de opção para votar, exemplo bem claro foi a votação do pastor Marcel, obteve apenas 5 mil votos, percentual bem longe dos membros do MIR.

Deixe uma resposta