Licença de operação do zoológico do Cigs é renovada por mais um ano

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), por meio de sua Gerência de Fauna (GFAU), esteve na última semana no zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs) para a realização de uma vistoria que teve como objetivo a renovação da Licença de Operação do espaço. O local poderá continuar com suas atividades abertas ao público por mais um ano.

Localizado no bairro São Jorge, zona Oeste de Manaus, o espaço é o único ambiente na cidade onde a população manauara pode visitar e conhecer um pouco mais de perto a fauna amazônica. Por este motivo a bióloga e técnica ambiental do Ipaam, Quéren dos Santos, considera de extrema importância o trabalho do órgão junto ao Cigs.

“Sendo o nosso único zoológico, é extremamente importante falarmos a mesma língua para que se tenha e mantenha esse espaço, com todos os requisitos estruturais, cuidados com os animais e o aparato para receber o público em conformidade com o que pede o regramento e, nesse ponto, o Cigs cumpre direitinho, até porque possui em seu quadro funcional veterinários e biólogos”, ressalta Quéren.

A direção do zoológico envia anualmente para o Ipaam um relatório detalhado de todos os trabalhos e mudanças realizadas. Esse ano, os técnicos da GFAU conferiram as duas mudanças estruturais promovidas no espaço: a reforma do aquário e a criação da sala de imersão, um local destinado à projeção de vídeos sobre as atividades realizadas pelo Cigs e as riquezas da Amazônia.

O trabalho que é feito com os animais também foi vistoriado, bem como o tratamento direcionado a eles no ambulatório, o tipo de alimentação que cada animal recebe e a disponibilidade de alimento, as medicações administradas, a saúde dos animais, onde vivem, dentre outros fatores.

Para a 1ª tenente e bióloga do Cigs, Eliane Carvalho, o Ipaam é peça fundamental para orientações das melhores práticas a ações que o Cigs busca adequar às suas instalações.

“Nós entendemos que o Ipaam é uma peça fundamental para orientações das melhores práticas e ações que o Cigs faz para melhoria do Zoológico e entende que a parceria institucional busca apoiar a conservação de espécies criadas em cativeiro. Agradecemos nesse sentido o papel do instituto”, declarou a bióloga.

A Licença de Operação do Cigs junto ao Ipaam é renovada todos os anos. Para que isso ocorra, uma vistoria deve ser feita anualmente. Essa licença pode ser solicitada por um período maior de tempo, quatro anos, mas devido ao pouco recurso disponível para o funcionamento do local e pagamento da licença, o Centro Integrado opta por pedir de forma anual.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta