Julgamento fundamental para a ZFM é suspenso e está empatado

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O julgamento que ocorre no Supremo Tribunal Federal para decidir se as empresas que compram da Zona Franca de Manaus podem ou não ter direito a créditos do Imposto sobre Produtos Industrializados foi suspenso agora há pouco, depois do voto do ministro Luiz Roberto Barroso, que votou favorável à ZFM, assim como seu colega Luiz Edson Fachin. O relator Marco Aurélio Mello e o ministro Alexandre Moraes haviam votado contrários. O placar está empatado.

Por causa do horário, o presidente Dias Toffoli suspendeu a sessão e anunciou a retomada do julgamento como primeiro ítem da pauta de amanhã. A ministra Rosa Weber será a primeira votar. Em outro processo, ela já tinha se posicionado a favor da Zona Franca de Manaus, assim como Barroso e Fachin.

Chamou atenção durante o julgamento o posicionamento do presidente Dias Tofolli, em aparte a Barroso, quando ressaltou a importância da Zona Franca de Manaus para a preservação ambiental.

Há enorme expectativa no Pólo Industrial de Manaus e no meio político em relação a este julgamento.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta