IPAAM diz que está colaborando com operação Arquimedes, da PF

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O Governo do Amazonas, por meio do Instituto de Proteção Ambiental (Ipaam), divulgou nota informando que a investigação que desencadeou a operação Arquimedes é relativa a ações ocorridas em  administrações passadas. Desde as primeiras horas desta quinta-feira (25/04), o Ipaam está colaborando com os agentes da Polícia Federal (PF) e membros do Ministério Público Federal (MPF), cedendo toda documentação solicitada pela investigação.A nova gestão do órgão informa ainda que desde quando assumiu, em janeiro, vem buscando combater veementemente qualquer prática ou comportamento de servidores que não condizem com a ética e missão do Ipaam, que é de “executar a política de controle ambiental do Estado do Amazonas, visando o desenvolvimento sustentável”.

Entre as ações estão a implementação de uma política de compliance (estabelecendo disciplinas para cumprimento de normas legais), anti-corrupção, a capacitação de servidores a respeito do Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor) e implantação do sistema de licenciamento eletrônico, garantindo mais transparência e eficiência nos processos ambientais.

O Ipaam reitera o compromisso, junto à sociedade amazonense, com a transparência de suas atividades. Além disso, o órgão está aguardando as informações da Polícia Federal para tomar as medidas administrativas cabíveis em relação a operação.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta