Índice da cobertura em saúde básica de Manaus bateu recorde em dezembro. Arthur comemora

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O ex-prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB) vibrou o número divulgado pelo Ministério da Saúde ontem, apontando que, no mês de dezembro de 2020, índice de cobertura da Atenção Básica em Saúde em Manaus bateu a casa de 67,2%, o maior da história. A estatística refere-se à quantidade de pessoas de uma cidade que têm acesso às unidades básicas de saúde, que se situam na ponta do sistema

O acompanhamento dos serviços prestados em Atenção Básica começou a ser registrado em 2007, pelo Ministério da Saúde (MS). O segundo melhor índice da capital do Amazonas foi de 67,04%, em agosto de 2008.

“Hoje é um dia muito feliz para mim. Afinal, acaba de sair o número do final da minha passagem pela prefeitura, no tocante ao percentual de cobertura na assistência básica de saúde: 67,2%”, comemorou Arthur Neto. “É a maior cobertura de todos os tempos em Manaus. Crescimento de cerca de 30 pontos em oito anos”, completou, agradecendo à equipe de saúde, capitaneada à época pelo economista Marcelo Magaldi.

O crescimento no percentual de cobertura se deu, sobretudo, pela ampliação e reestruturação física da rede municipal de saúde, com a reforma e construção de novas unidades de atendimento, além da contratação de mais profissionais. Ao todo, como parte do pacote de obras prioritárias, foram entregues no ano passado: quatro novas Clínicas da Família, uma Unidade Básica de Saúde (UBS) Tipo 3, assim como a reforma e ampliação da maternidade municipal Dr. Moura Tapajóz e do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

“Deixamos importantes legados, avanços significativos em diversas áreas, como infraestrutura e transporte. Na saúde, o principal objetivo foi alcançado, ampliando o acesso da população aos serviços oferecidos pelo município”, avaliou Arthur Neto. “Some-se esses 67,2% aos cerca de 25% correspondentes às pessoas que possuem planos de saúde e temos, já, 92,2% de cobertura total”, completou.

Outra ação importante para aumentar o acesso da população à rede municipal de saúde realizada na gestão Arthur Neto foi a entrega de quatro novas Unidades de Saúde Móveis e duas UBSs Fluviais. Em oito anos, foram 58 obras executadas somente na área da saúde. A estratégia Saúde da Família passou de 197 equipes (dezembro de 2012) para 292 (agosto de 2020). As equipes são formadas por médicos, enfermeiros, técnicos e outros profissionais.

“Definimos metas e traçamos um planejamento gradual que nos permitiu crescer mesmo durante a pandemia do novo coronavírus. Aliás, dentro dessa realidade, montamos um hospital de campanha, em parceria com a iniciativa privada, que em quatro dias começou a receber os primeiros pacientes, e também inauguramos o primeiro centro de reabilitação da região Norte voltado para recuperação de sequelas pulmonares decorrentes da Covid-19: o Centro Especializado de Reabilitação (CER) Professor Rolls Gracie”, lembrou Arthur.

Educação

Também ex-senador e ex-ministro da República, Arthur Virgílio aproveitou, ainda, para lembrar de outro grande salto de sua gestão nos oito anos à frente da cidade de Manaus, desta vez, na área de Educação. “Outra grande alegria foi ler que o atual prefeito de Manaus anuncia a disponibilidade de mais 1.700 vagas em creches de primeiro nível. Construídas, obviamente, no meu período de governo, quando a secretária de Educação era a brilhante professora Kátia Helena Shweickardt”, destacou.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta