Funcionários do Porto Chibatão estão morrendo de Covid-19 porque não têm proteção

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Funcionários do Porto Chibatão, o maior de Manaus, divulgaram hoje um pedido de socorro às autoridades, depois que dois colegas morreram vítimas da Covid-19. Segundo eles, a empresa não está providenciando equipamentos de segurança e promome aglomerações, inclusive no refeitório, o que está expondo todos ao vírus. Também não há alcool em gel disponível e sequer sabão para lar as mãos é fornecido em quantidade suficiente.

Segundo eles, além dos dois mortos, há outros funcionários afastados, porque já foram diagnosticados com a doença. A empresa não se manifestou.

Veja o apelo:

“Segue em anexo fotos da situação em que se encontra o Porto Chibatão em meio à pandemia. Os colaboradores foram informados que medidas seriam tomadas para que fossem evitadas as aglomerações, principalmente no refeitório, onde o fluxo e movimentação costuma ser muito maior. Entretanto, isso não vem acontecendo, ainda há carência de atenção, inúmeras falhas da alta direção e consequentemente irresponsabilidade para com os colaboradores da empresa. Durante o café da manhã e almoço, o refeitório costuma se encontrar extremamente lotado, nas pias raramente temos acesso ao sabão para higienização das mãos, álcool em gel também não nos foi disponibilizado, só nos dão quando pedimos e ainda falta. Mesma situação com a distribuição de máscaras. Quanto aos setores, também não há suporte algum, felizmente temos consciência e estamos nos cuidando da maneira que é possível. Dois dos funcionários já vieram à óbito por conta do covid-19, fora inúmeros outros que estão afastados por suspeitas ou porque já estão infectados, e ainda assim, tudo continua na mesma, ninguém comenta a respeito disso, tratam com desdém. Trabalhamos de segunda a sábado, estamos expostos, ninguém sabe quem está contaminado ou não, todos os dias nosso psicológico é afetado de alguma forma pela preocupação que temos, pois além de nós, também colocamos em risco a vida das nossas famílias, das pessoas que convivem conosco. E mesmo com tudo isso, a produtividade do Porto Chibatão só aumenta, o fluxo das demandas não diminui, cada dia o ritmo fica mais acelerado, a alta direção nos cobra muito e nos retribui com desrespeito, não há outra palavra que defina mais tudo isso.
É lamentável que uma empresa tão renomada seja tão imprudente e falha com seus próprios funcionários.”

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem 4 comentários

  1. Diogo Costa

    Os erros de digitação são gritantes, portanto essa notícia pra mim não tem credibilidade!

    1. Hiel levy

      Conteste a informação, amigo. Defender o indefensável é difícil, nós sabemos.

  2. BLACK BEER CHOPP

    Amigo revisa teu texto antes de publicar, quem já se viu jornalista que não sabe fazer uma redação e pior que com erros de português tambem. Será que tem credibilidade?

    1. Hiel levy

      Para defender o indefensável, a gente arruma qualquer defeito, certo? Aponte os erros. E melhor: conteste a informação.

Deixe uma resposta