Força, prefeito!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Definitivamente, Manaus não é uma cidade fácil de se governar. É como diria o saudoso colunista Gil, uma “ manê de mil contrastes, começando por ser uma metrópole de costas para o rio que a banha. Quem a administra possui um desafio gigante. Como diria Jefferson Peres: ‘’ Ser prefeito de Manaus é uma das funções mais difíceis na vida de um homem.

Manaus é uma Cidade- Estado, tal qual Atenas e Tebas. Em cerca de 50 anos quadriplicou sua população e multiplicou seus problemas. Cresceu vertiginosamente sem devida estrutura. Seus bairros, em sua maioria, foram frutos de invasões que abrigaram os milhares que apertaram em busca do sonho da Zona Franca.
E esta Manaus, que simplesmente possui a terceira maior rede municipal de Ensino do Brasil. É esta Manaus que hoje possui o maior índice de desemprego entre as capitais brasileiras. É uma cidade onde até os cemitérios não suportam mais a demanda dos que partem!
Eu creio na força e na habilidade de David Almeida. Nascido na periferia, e de origem humilde, conquistou seu espaço politico de forma tenaz e laboriosa. Creio que ele saberá enxergar os desafios propostos com o olhar diferenciado de quem conhece o sofrimento dos mais humildes. Eu creio que sua administração haverá de dar ênfase ao social, haverá de cuidar dos desassistidos e dos que hoje pranteiam em busca do sustento de suas famílias.
Eu da minha parte, continuarei em oração pelos destinos de nossa Manaus. Como diz o salmista: “ orai pela paz de Jerusalém”. Minha Jerusalém é a Manaus que eu amo; é a cidade que sorri mesmo diante de suas dores. É a metrópole que teimosamente resiste em sobreviver lutando sem cessar. É a capital que apesar das agruras pode dizer como Ari Barroso, “ canta e é feliz”.
Força prefeito, força David. Nós como cidadãos também queremos contribuir com sua administração. Façamos nossa parte tendo a certeza de que teremos um prefeito que vai cuidar com carinho de nossa amada cidade. Muitas bênçãos..

Qual Sua Opinião? Comente: