Falta de leito de UTI em Manaus obrigou secretária de Saúde a se operar duas vezes em São Paulo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, que teve uma crise no último dia 14 e precisou ser levada a São Paulo dois dias depois, para tratamento do problema, distribuiu comunicado pessoal, neste fim de semana, dirigido a autoridades, servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e público em geral, informando sobre seu quadro clínico após diagnóstico de obstrução intestinal com posterior perfuração de alça intestinal e sepse. Ele vai permanecer afastada por mais tempo que as duas semanas inicialmente previstas.

Na nota, a secretária relata que foi submetida a duas cirurgias desde o diagnóstico, sendo uma por videolaparoscopia e a outra, 72 horas depois, por laparotomia exploratória. Ela informa que permanece sob cuidados médicos, internada em unidade hospitalar para o restabelecimento pós-cirúrgico e que, tão logo esteja recuperada, irá retomar suas atividades na gestão da Saúde municipal. E ressalta que teve que viajar por causa da escassez de leitos de UTI em Manaus.

Veja o comunicado, na íntegra:

“São Paulo, 27 de fevereiro de 2021.

Eu, Shádia Hussami Hauache Fraxe, ora licenciada do cargo de Secretária Municipal de Saúde, para tratamento médico, venho comunicar às autoridades, aos servidores da SEMSA e ao público em geral, que na noite dia 14 de fevereiro de 2021, fui atendida no Hospital Adventista de Manaus (AM), com primeiro diagnóstico de semi-oclusão intestinal, e, naquele dia, ainda sem indicação cirúrgica, inicialmente submetida a tratamento clínico, permanecendo internada até o dia 16.02.2021, quando, neste período, o quadro agravou para o de obstrução intestinal, combinado com indicação cirúrgica e pós cirúrgica em UTI.

A indicação da cirurgia, que previa permanência em leito de UTI, leito esse com escassez na cidade de Manaus, levaram minha família a decidir-se por minha transferência, na madrugada do dia 17.02.2021 para cidade de São Paulo (SP), e, confirmado o diagnóstico de obstrução intestinal, quadro de abdômen agudo com protocolo inicial de sepse, imediatamente fui submetida à realização de uma cirurgia por videolaparoscopia.

Porém, 72 horas depois, novo indicativo de cirurgia foi apontado, dessa vez por laparotomia exploradora, devido à perfuração de alça intestinal com conteúdo fecal para cavidade abdominal, o que muito piorou o quadro de sepse. Ainda estou internada e em processo de restabelecimento, em razão das duas cirurgias, mas sem perder a fé e esperança de uma breve recuperação, com a ajuda de Deus, das orações e apoio dos amigos, e das equipes médicas que até aqui me atenderam.

Em relação ao compromisso assumido por mim, para atuar como gestora pública, da Secretaria Municipal de Saúde, reafirmo que nossos objetivos, de melhorar a saúde na Atenção Básica, estão alinhadas às políticas oficiais de saúde, almejam ampliar o acesso, e também melhorar qualitativamente os indicadores de saúde, além de cumprir toda a agenda dos programas oficiais, no âmbito do SUS, sob responsabilidade do município de Manaus
e da SEMSA.

Tão logo eu esteja recuperada, de certo que regressarei para recolocar-me à frente da gestão e dar continuidade às ações que fortalecerão a atenção básica da saúde em nossa cidade.

Respeitosamente,

Shádia Hussami Hauache Fraxe
Secretária Municipal de Saúde”

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta