Estado ultrapassou a marca dos seis mil funcionários comissionados

O Governo do Estado ultrapassou a marca de seis mil cargos comissionados – aquele em que o funcionário é contratado por indicação, sem concurso público. No último ano aumentou em 638 a quantidade de servidores contratados nesta modalidade, conforme dados da Secretaria de Estado de Administração (Sead). Os números disponíveis no sistema e-siga mostram que, em outubro do ano passado, os comissionados somavam 5.378. Em maio deste ano, já eram 6.016 contratados.

Em contrapartida, o número de profissionais estatutários, os que entram na administração pública através de concurso, caiu de 63.506 para 62.872, mesmo com a chamada, quatro anos depois, dos concursados da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), por exemplo. O certame foi realizado em 2014, mas ainda há pessoas que não foram convocadas. Nove convocações foram publicadas até o momento pelo Estado, sendo a última delas este mês.

O quadro de servidores ativos do Governo do Estado é composto por 76.525 profissionais, incluindo temporários, estatutários e celetistas, além dos comissionados, que representam 7,8% do total.

Já os inativos e pensionistas somam 34.062, dos quais 3.016 são policiais militares reformados, conforme o último dado do e-siga, atualizado em maio. Entre 2017 e 2018, o número de inativos aumentou em 827, deixando um déficit na administração estadual, já que não houve concurso público.

Veja a tabela:

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta