Enquete de site nacional tucano aponta Arthur como o mais votado para disputar Presidência

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Com 51,8% dos votos, o ex-senador Arthur Virgílio Neto foi o mais votado em uma enquete promovida pelo Grupo Tucanos em Rede, ligado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), entre os possíveis nomes que irão participar das prévias para definir o candidato que poderá disputar a presidência da República em 2022. “É motivo de orgulho ser prestigiado assim”, disse o diplomata de carreira, que manifestou na última sexta-feira (19.3), por meio de suas redes sociais, o interesse em participar das prévias do partido, reforçando que pretende ser “a voz da Amazônia”.

“O presidente a ser eleito em 2022 terá a obrigação de conhecer a Amazônia e perceber que ela é a mais estratégica região brasileira e não pode ser destruída, porque seu banco genético é de uma riqueza inestimável. O nosso discurso é e será o da crença na união entre economia e meio ambiente. A primeira não avança sob o signo da devastação. E o meio ambiente são é o caminho para as práticas econômicas realistas, sensatas e lúcidas. A Amazônia já foi ignorada demais”, avaliou Arthur.

A votação on-line, que também incluía os nomes dos governadores de São Paulo, João Dória, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, além do senador Tasso Jereissati, do Ceará, foi encerrada no fim da tarde desta segunda-feira (22.3) e o resultado final pode ser acessado em: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScMlfuTmBXgDmlVVGEPE2-UzjgP_0EX-B2FEozj9vJ6mhEYUg/viewanalytics.

“Registro minha alegria e, mais do que isso, manifesto meu profundo desejo de poder contribuir com um bom debate, ideias e propostas que ajudem o Brasil e os brasileiros a encontrarem os caminhos do desenvolvimento. Hoje, não estamos no radar positivo dos investidores. Do jeito que está, afundaremos no radar negativo e continuaremos a ser o ‘país do futuro’, como define a obra de um escritor alemão”, finalizou Virgílio.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta