Em Iranduba, prefeito comanda “operação abafa” e ninguém vai mais apurar denúncias contra ele

O prefeito de Iranduba, Francisco Gomes da Silva, o Chico Doido (DEM), mostrou que é muito equilibrado na hora de salvar a própria pele. Nas últimas semanas ele comandou uma “operação abafa” que dinamitou as denúncias contra ele, que não são poucas. Dominou a Comissão Processante instalada na Câmara Municipal para investigá-lo e silenciou praticamente todos os acusadores.

Paralelamente, conseguiu na Justiça derrubar um artigo do Regimento Interno da Câmara que dava liberdade aos vereadores para manobrar a seu bel prazer qualquer investigação contra o chefe do Executivo. Com isso, engessou a tramitação da denúncia.

Doido é acusado de superfaturar contratos com empresas de transporte escolar, manipular licitações, aumentar a passagem de ônibus em conluio com os empresários, sem a prestação de serviço adequada, entre outras denúncias.

Seus opositores conseguiram fazer a Câmara acatar a denúncia apresentada pelo advogado Ricardo Gomes, representando dois cidadãos locais. E uma comissão processante formada por três vereadores foi instalada para produzir um relatório e enviá-lo ao plenário. Com maioria governista, o colegiado naufragou, depois de uma polêmica envolvendo os parlamentares.

O prefeito aproveitou-se da confusão para agir e enterrar a denúncia. Tudo indica que agiu à lá Michel Temer, “acalmando” os vereadores.

Não há mais manifestações dos órgãos de fiscalização nem de vereadores sobre as denúncias e Doido aparentemente conseguiu a paz que queria para seguir tocando a administração a seu modo, nada republicano.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta